31/01/2019 14h40

“Estamos enxugando gelo”, diz agente de endemias sobre a falta de conscientização da população

Local limpo recentemente pela Prefeitura já está cheio de lixo descartado pela população

Gisele Berto

“Estamos enxugando gelo”. Com essa frase a agente de endemias da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Três Lagoas, Geralda Machado, descreve o trabalho das equipes de saúde sem a colaboração da população em manter a cidade limpa e, consequente, evitar proliferação de doenças, principalmente aquelas transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti.

Em sua rede social a agente, indignada, postou, nesta quinta-feira (31), um vídeo feito pelo seu supervisor onde mostra uma área nas proximidades do Bairro Alto da Boa Vista, mais especificamente no prolongamento da Rua Eurídice Chagas Cruz, tomado por lixo residencial.

“Esse local recebeu limpeza no final do ano e já está todo cheio de lixo de novo e não é só nesse lugar, até mesmo em volta da 3ª Lagoa, que recebeu limpeza recentemente com apoio do Exército, já está toda cheia de lixo”, enfatizou a servidora que a há 10 anos presta serviços à Prefeitura.

Outros agentes de endemias, sensibilizados com a situação, comentaram na postagem e, um deles compartilhou o flagrante de um cidadão não identificado que recolhe lixo da calçada da sua casa e deposita do outro lado da rua, nos fundos do quartel da 3ª Bateria de Artilharia Antiaérea do Exército Brasileiro, no centro da Cidade.

A secretária da pasta, Angelina Zuque, reforça que os trabalhos de limpeza e, principalmente, conscientização, estão sendo realizados frequentemente por toda a cidade pelos agentes de endemias, Diretoria de Vigilância em Saúde, com apoio do exército e outros setores municipais.

“Entregamos panfleto, fazemos visita casa a casa, divulgamos informação em TV e Rádio, mas mesmo assim, ainda temos muitos casos de pessoas que descartam lixo em terrenos baldios ou não cuidam do próprio quintal, algo que colabora e muito para o alto índice de casos notificados suspeitos de dengue, bem como os confirmados”, comentou.

O coordenador do Setor de Endemias e Controle de Vetores da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), Alcides Divino Ferreira, alerta que 92% dos criadouros de vetores “estão onde tem gente morando ou trabalhando. Dentro das casas, nos domicílios, são 84% e 8% dos criadouros são encontrados em terrenos abandonados e sujos”, explicou Alcides.

RESPOSTA

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Agronegócios (SEMEA) foi comunicada sobre a situação e enviará uma fiscal ao local no intuito de tentar identificar o autor.

MULTA

A multa prevista no código de posturas municipal, para quem descarta irregularmente lixo é de 100 UFIM’s (Unidade Fiscal Municipal), aproximadamente R$ 479. Dependendo do tipo de lixo, a quantidade ou o dano que o material pode causar ao meio ambiente, o ato poderá ser enquadrado como crime ambiental, de acordo com a Lei Federal nº 9.605, de 1998, cuja multa mínima é de R$ 5 mil, podendo até ser preso em flagrante.

DENÚNCIA

Para fazer denúncia de terrenos baldios com mato alto, o cidadão deve entrar em contato com Departamento de Fiscalização e Posturas da Secretaria Municipal de Infraestrutura, Transporte e Trânsito (SEINTRA), pelo contato 67 3929-1126.

“Temos o telefone para contato, mas é importante que a população venha até o Departamento que fica à Avenida Rosário Congro, 285, para realizar a denúncia por ofício, porque assim elas poderão ter um retorno da autuação”, afirmou o responsável pelo departamento, Gustavo Wenzel.

No caso de denúncia der descarte irregular de lixo em vias e espaços públicos ou mesmo, privados, a pessoa deve falar com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Agronegócios (SEMEA), pelo contato 67 3929-1852 ou 3929-1249. A pasta orienta que a população colete provas com foto e vídeo para que seja mais fácil identificar o autor.

Além disso, para ter mais um canal de atendimento à população, a Prefeitura disponibiliza uma página online e um número de telefone da Ouvidoria-Geral Municipal, sendo www.treslagoas.ms.gov.br/ouvidoriageral e o contato 67 3929-1844. Nesse canal, o cidadão pode fazer denúncias, reclamações, solicitações, elogios e tirar dúvidas sobre serviços e atendimentos.

Área no Alto da Boa Vista que havia sido limpa pela prefeitura, já cheia de lixo doméstico jogado. Foto: Divulgação.

Comentários