22/04/2014 17h03 – Atualizado em 22/04/2014 17h03

Os estudantes sul-mato-grossenses Gabriel Tiago Galdino, 17 anos, e Gabriela Sabine Lamberti Escobar, 16, retornaram ontem (22) a Campo Grande depois de participarem da Edinburh International Science Festival (Eisf), realizada entre os dias 15 e 21 deste mês na Escócia

Da Redação

Os estudantes sul-mato-grossenses Gabriel Tiago Galdino, 17 anos, e Gabriela Sabine Lamberti Escobar, 16, retornaram ontem (22) a Campo Grande depois de participarem da Edinburh International Science Festival (Eisf), realizada entre os dias 15 e 21 deste mês na Escócia. Ambos foram premiados no evento ao apresentarem a pesquisa “Síntese de sais surfactantes a partir do líquido da castanha de caju utilizados no combate à dengue”.

Os jovens cientistas receberam apoio financeiro do governo do Estado para cobrir as despesas da viagem, por meio da Secretaria de Saúde e da Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia do Estado de Mato Grosso do Sul (Fundect). Ambos integraram e foram avaliados pelo Núcleo de Atividades de Altas Habilidades/Superdotação (NAAH/S), da Secretaria Estadual de Educação, indicados pelas suas respectivas escolas por se destacarem nas áreas acadêmicas em geral. Durante o curso médio, foram premiados com notebook e tablets como melhores alunos pelo programa Escola para o Sucesso lançado pelo governador André Puccinelli.

O Eisf é um dos mais prestigiosos e tradicionais festivais científicos do mundo e o maior da Europa. Foi criado em 1989 com o objetivo de mostrar as belezas da Ciência e sua importância para nossa vida. O evento é uma iniciativa da Edinburgh International Science Festival Foundation com apoio da prefeitura de Edinburgh, do governo Escocês, da Universidade de Edinburgh, da Royal Academy of Engineering, da Scottish Environment Protection Agency e de várias empresas, fundações e instituições acadêmicas britânicas.

FASE DE TESTES

Os dois estudantes – Gabriel estuda Química, na Universidade de São Paulo (USP), e Gabriela conclui o segundo ano do curso de Ciências Biológicas, na Universidade Federal de MS (UFMS) – integraram a equipe de 22 pesquisadores brasileiros selecionados pelo Programa de Incentivo à Inovação e à Ciência Jovens Inovadores da Rede do Programa de Olimpíadas do Conhecimento (POC). O Brasil foi o único País convidado para participar do festival.

Gabriel Tiago teve sua formação básica no ensino público, concluído na Escola Estadual José Maria Hugo Rodrigues, em Campo Grande, e participou do Programa de Iniciação Científica Júnior (PibicJr) com a pesquisa – premiada na Intel International Science and Engineering Fair, em Phoenix, Arizona, Estados Unidos, em maio de 2013. Gabriela Sabine também estudou em escola pública estadual e hoje é responsável pelos testes biológicos do experimento. Esta fase da pesquisa visa à produção e comercialização do novo tipo de sal que, em contato com a água, extermina as larvas que originam o mosquito da dengue, o Aedes aegypti.

Os estudantes chegam ao aeroporto de Campo Grande no voo da Gol, com desembarque previsto para as 13h55.

(*)Com informação de Noticias MS

Os jovens cientistas receberam apoio financeiro do governo do Estado para cobrir as despesas da viagem (Foto: Divulgação Fundect)

Comentários