17.3 C
Três Lagoas
sábado, 25 de junho, 2022
InícioNotíciasRegiãoEvento reúne lideranças indígenas para debater jusdiversidade em Dourados

Evento reúne lideranças indígenas para debater jusdiversidade em Dourados

Entre os convidados, o doutor Luiz Eloy Terena, antropólogo, advogado e coordenador do Departamento Jurídico da APIB e COIAB

No dia 18 de maio, em Dourados, a Faculdade de Direito e Relações Internacionais (FADIR), o Programa de Mestrado em Fronteiras e Direitos Humanos (PPGFDH) da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD) e o Observatório de Protocolos Comunitários e Consulta e Consentimento Livre, Prévio e Informado realizam o “I Seminário Teko Joja e Jusdiversidade: Direito dos Povos e Mulheres Indígenas”.

O evento terá início às 19h, no Auditório 1 da FADIR- UFGD, em Dourados-MS.

Entre os convidados, o doutor Luiz Eloy Terena, antropólogo, advogado e coordenador do Departamento Jurídico da APIB e COIAB.

Valdelice Veron Kaiowá, representante da Aty Guasu, Val Eloy Terena, membro do Conselho Terena, Doutor Roberto Lemos dos Santos Filho, Juiz Federal Auxiliar da Corregedoria Regional da Justiça Federal da 3ª Região, Mestre e Doutorando em Direito pela Universidade Católica de Santos.

As inscrições serão feitas por meio do Formulário e também presencialmente na FADIR, a partir das 18h do dia 18/05. Clique aqui para acessar.

Para quem participar, serão entregues certificado de 04 horas/ aula.

O evento será transmitido ao vivo no Canal Youtube Mestrado em Fronteiras e Direitos Humanos: https://www.youtube.com/c/MestradoemFronteiraseDireitosHumanosUFGD.

O evento integra o Projeto de Ensino “Teko Joja e Jusdiversidade” e projeto de pesquisa Observatório de Protocolos Comunitários de Consulta e Consentimento Livre, Prévio e Informado: diretos territoriais, jus diversidade e autodeterminação (UFGD/ CNPq Universal).

▪️Coordenação científica
Profª. Dra. Liana Amin Lima da Silva
Prof°. Dr. Eliel Benites.

Comentários
MATÉRIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

error: Este Conteúdo é protegido! O Perfil News reserva-se ao direito de proteger o seu conteúdo contra cópia e plágio.