15/06/2015 18h07 – Atualizado em 15/06/2015 18h07

O primeiro caso aconteceu no mesmo local onde um homem foi morto na última quinta (11). Na ocasião, o autor atingiu o pescoço e decepou o dedo da vítima

Fábio Jorge

Duas mulheres foram gravemente agredidas pelos ex-maridos em Três Lagoas neste fim de semana. Uma das ocorrências aconteceu por volta das 16h50 de sábado (13) no bairro Jupiá, em frente à Indústria Cargill, coincidentemente no mesmo local onde Márcio da Conceição dos Santos matou a pauladas Odair José Louzada, vulgo “Nego Beiçola”, tentou contra a vida de outro homem na última quinta-feira (11).

Conforme o boletim de ocorrências, a vítima S.R.S (27) ficou amasiada durante quatro meses com o autor, sendo R.F, e que na semana passada ela teria colocado um fim na relação. No último sábado, ele teria ido no lote localizado no Cinturão Verde, onde morava com a vítima e encontrando a casa fechada, saiu pela região, encontrando a mulher passando em frente do local.

O homem iniciou uma discussão com S.R.S, momento em que se apossou de um facão e desferiu vários golpes contra ela, causando cortes nas costas, braços, um corte de cerca de oito centímetros no pescoço e um dedo decepado. Após o crime, o autor fugiu local. A Polícia Militar ao verificar a situação, contatou o SAMU, que encaminhou a vítima para o Hospital Auxiliadora. O dedo machucado teve que ser amputado.

POR NEGAR BEIJO, MULHER APANHA E QUASE É MORTA

A segunda ocorrência aconteceu na noite de sábado, tendo como vítima, S.I.R.P (23). Este caso iniciou em um bar localizado na Rua Maria Guilhermina Esteves, no bairro Nossa Senhora Aparecida, local onde a mulher trabalha, quando por volta das 23h30, seu ex-marido chegou no estabelecimento, passando a importuná-la. Em determinado momento S.P.C (50) pediu um beijo para a vítima e ela alega ter negado.
Diante da recusa, o homem ficou nervoso e começou a discutir alto com a mulher, tentando intimidá-la, momento em que a vítima pediu dispensa ao patrão e foi para a sua casa, que fica ao lado do comércio.

S.P.C acabou indo atrás dela, invadindo a residência e continuando a discussão. Em determinado momento, o autor começou a bater na ex-esposa com chutes e socos, sem ao menos se importar com a criança que estava em seu colo.

A irmã e amiga da vítima estavam na casa e tentaram intervir, quando S.P.C tentou enforcar S.I.R.P. Após a agressão, o homem foi embora e retornou na residência por volta das 04h de ontem (domingo), hora em que a vítima estava sozinha A mulher relatou aos policiais que a irmã foi dormir fora com o sobrinho, temendo as atitudes do agressor.

Dessa segunda vez, S.P.C entrou novamente na casa, foi até o quarto e atirou um tijolo contra a cama, onde ele pensava que a ex estava dormindo. A vítima se escondeu no banheiro ao ouvir a chegada do agressor, que, foi embora após pensar que não havia ninguém na casa. Diante dos fatos, ela registrou o boletim na DEPAC (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) e o autor não foi localizado pelos militares.

Comentários