É o quarto óbito em decorrência da doença no ano na cidade

A poucos dias do final do ano, Três Lagoas registra sua quarta vítima fatal de dengue em 2019.

A professora Elaine Aparecida de Sá Costa, 58 anos, não resistiu às complicações causadas pela doença e morreu na tarde desta quinta-feira, 5, no Hospital Cassems. Elaine aguardava que seu quadro clínico se estabilizasse para ser transferida para Campo Grande. O quadro da professora se agravou em decorrência de problemas cardíacos.

Ex-Presidente do Sinted, ex-Vice-Presidente da Fetems, ex-Diretora Presidente do Instituto de Previdência Municipal e ex-Diretora da Escola Municipal General Nelson Custódio, Elaine estava internada desde o último dia 30.

Ainda não há informações sobre o velório.

Epidemia

De acordo com dados da Secretaria Estadual de Saúde Três Lagoas é a segunda cidade do estado com maior número de casos notificados, atrás apenas de Campo Grande. Em números relativos (casos notificados para cada mil habitantes) a cidade ocupa a terceira colocação, atrás de São Gabriel do Oeste e São João do Buriti.

Apenas neste ano, Três Lagoas registrou 5.658 casos notificados suspeitos. Deste total, 3.593 foram confirmados como positivos.

Comentários