30/04/2014 12h29 – Atualizado em 30/04/2014 12h29

Rogério Avelino da Silva, 31 anos, matou ontem (29), o enteado de um ano e seis meses, no Jardim Santo André, em Dourados (MS)

Da Redação

Rogério Avelino da Silva, 31 anos, matou ontem (29), o enteado de um ano e seis meses, no Jardim Santo André, em Dourados (MS).

Segundo a polícia, Rogério espancou a criança porque ela não parava de chorar. O rapaz também confessou ter utilizado entorpecentes na tarde do crime.

O CASO

Na tarde de ontem (29), Rogério e a mulher de 19 anos, teriam discutido e durante a briga, a criança foi empurrada pelo acusado, batendo a cabeça no chão.

Após a confusão, o acusado e a mulher se acertaram. Por volta das 21h, a esposa do acusado saiu para comprar alguns produtos para a casa.

No intervalo, a outra filha da mulher, de três anos, dormiu, enquanto o menor começou a chorar. O rapaz teria agredido a criança com o travesseiro, na intenção de fazer com que parasse.

ASFIXIA

O padrasto então, teria prendido a respiração apertando o nariz do menino até que ele ficasse desacordado. O acusado chamou a vizinha e levou o garoto para o Hospital da Vida, onde foi constatada a morte da criança.

Enquanto realizava o exame na criança, o médico percebeu a agressão e entrou em contato com a Polícia Civil.

Encaminhado para o 1º Distrito Policial, Rogério tentou negar o crime, porém acabou confessando o caso.

De acordo com a polícia, o rapaz já foi preso por tráfico de drogas, apropriação indébita e vias de fato. Ele confessou ser usuário de drogas.

A mãe do menino nega participação no caso e será ouvida.

(*)Com informação de Correio do Estado, Douradosnews e Douradosagora

Rogerio Avelino da Silva á foi preso por tráfico de drogas, apropriação indébita e vias de fato (Foto: Osvaldo Duarte/Douradosnews)

Comentários