28/04/2014 08h40 – Atualizado em 28/04/2014 08h40

Os grupos “Complexo Carne” e “Papel e Celulose” continuam liderando a receita das vendas externas

Da Redação

A receita com as exportações de produtos industrializados de Mato Grosso do Sul já soma US$ 728 milhões de janeiro a março deste ano, valor 2,2% menor em relação ao mesmo período do ano passado, quando o montante foi de US$ 744,2 milhões, contudo, em 2014, os valores levantados não incluem as exportações de minérios de ferro, uma vez que o resultado oficial para o produto ainda não foi disponibilizado na base de dados do MDIC (Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior), conforme levantamento do Radar Industrial da Fiems.

No entanto, de acordo com consulta realizada junto às indústrias de mineração do Estado, as vendas externas do minério alcançaram, até o mês de março, o equivalente a 1,2 milhão de toneladas, o que resultaria em uma receita estimada de US$ 96,6 milhões, elevando para US$ 824,6 milhões o valor total para o período. Até o momento, em relação à receita, os principais grupos de produtos industriais vendidos ao exterior são “Complexo Carne”, com US$ 282,5 milhões, e “Celulose e “Papel”, com US$ 243,83 milhões, enquanto na avaliação dos percentuais as maiores altas foram para os grupos “Máquinas e Equipamentos”, com aumento de 195,8%, e “Alimentos e Bebidas”, com crescimento 112,8%.

Segundo o coordenador da Unidade de Economia, Estudos e Pesquisas da Fiems, Ezequiel Resende Martins, com receita equivalente a US$ 221,1 milhões, março de 2014 registrou o terceiro melhor resultado já alcançado para o mês em toda a série histórica da exportação de industrializados de Mato Grosso do Sul. “O mês de março deste ano ficou atrás somente dos meses de março de 2013 e de 2011 com US$ 268,3 e US$ 250 milhões, respectivamente. Quando comparado com os resultados de igual mês, ao longo da série, vale ressaltar que de janeiro de 2010 até agora foram registradas 42 quebras de recorde nas receitas de exportação, o que equivale a dizer que o recorde mês a mês, ao longo desse período, foi quebrado em 82,3% das vezes”, disse.

Quanto à participação relativa, no acumulado do ano, o setor industrial foi responsável por 63% de tudo que foi exportado por Mato Grosso do Sul, enquanto apenas no mês de março o setor respondeu por 41% de tudo que foi exportado. “A participação dos produtos do setor nas exportações totais do Estado deve se aproximar das médias históricas nos próximos períodos. Notadamente se os dados relativos às exportações de minério de ferro aparecerem nas estatísticas oficiais”, avaliou o coordenador da Unidade de Economia, Estudos e Pesquisas da Fiems.

(*) Com informações de Assecom Fiems

Os principais grupos de produtos industriais vendidos ao exterior são “Complexo Carne”, com US$ 282,5 milhões, e “Celulose e “Papel”, com US$ 243,83 milhões (Foto: Divulgação/Assecom)

Comentários