17/12/2002 10h11 – Atualizado em 17/12/2002 10h11

RIO – A família de Isaque Avelino, de 21 anos, morto a tiros no fim da noite de domingo no Morro São José Operário, em Jacarepaguá, está acusando policiais militares do 9º BPM (Rocha Miranda) pela autoria do crime. Segundo o pedreiro Antônio Jorge Ferreira, tio do rapaz, Isaque foi morto com vários tiros depois de ser parado por PMs quando subia o morro a caminho de casa.

Isaque, de acordo com o tio, explicou aos policiais que era morador do morro, mas, sem qualquer motivo aparente, foi baleado nas pernas. Depois, disse Antônio, foi executado no local. Antônio afirma que o rapaz trabalhava como “boy” de um advogado e que a família pretende protestar contra o crime.

O corpo de Isaque será sepultado às 11h no cemitério do Pechincha, em Jacarepaguá. Parentes alugaram dois ônibus para levar amigos do rapaz ao enterro.

Fonte: O Globo

Comentários