21/05/2015 08h41 – Atualizado em 21/05/2015 08h41

O eleitor elege o político para realizar aquilo que ele [eleitor] não pode fazer. Embora sabedor disso, o representante do povo chega ao poder e, geralmente, vira as costas para quem ele deveria dar satisfação e parte para legislar em causa própria.

Alguns exemplos dessa relação que não se afina incluem-se a maioridade penal, a reforma política entre tantos outros assuntos de interesse do cidadão. Infelizmente, o tão esperado basta nas urnas ainda não aconteceu. Um dia, quem sabe!

NUVEM NEGRA

Depois de falar o que não devia e ser bombardeado, o deputado federal Luis Henrique Mandetta (DEM) tem agora na sua cola a Polícia Federal. Autorizado pelo Supremo Tribunal Federal, o órgão vai investigar as suspeitas que recaem sobre ele em relação ao caso Gisa – sistema de agendamento de consultas – que nunca funcionou, embora tenha custado alguns milhões do dinheiro público.

Mandetta, à época, era o secretário de Saúde da Capital e um dos responsáveis pela implantação do projeto.

SEM PENSAR

O ninho tucano era tido como um dos destinos do deputado estadual Marquinhos Trad após sua iminente saída do PMDB. Essa possibilidade, no entanto, diminui, e muito, depois que ele comparou a fala da vice-governadora Rose Modesto (PSDB) com linguagem de boate durante uma conversa da então vereadora com o prefeito Gilmar Olarte (PP).
Independentemente para onde vá, o parlamentar afirma que sai do partido por insatisfação e por falta de espaço no grupo em que hoje ele faz parte. Tem candidatura à vista em 2016.

LICENÇA

A deputada estadual Grazielle Machado (PR) pediu à Assembleia Legislativa licença para tratamento de saúde. O pedido foi publicado no Diário Oficial da Casa de quarta-feira (20), como projeto de resolução de autoria da Mesa Diretora.

O afastamento concedido ocorre de 14 a 28 de maio de 2015 e é o segundo desde que a filha do ex-deputado Londres Machado assumiu o cargo.

TV

O PSDB exibiu na terça a noite o seu programa em cadeia nacional de rádio e televisão com ataques aos governos do então presidente Lula e de Dilma Rousseff.

Na peça, o ex-presidente FHC criticou a “roubalheira” na Petrobras e diz que a “raiz da crise” atual está na eleição do ex-¬presidente Lula. Sentido com as verdades, o PT quer agora processar o mundo e o fundo.

Comentários