23/04/2014 14h51 – Atualizado em 23/04/2014 14h51

O dono da propriedade foi multado por drenagem de várzea e construção de barragem em córrego em uma APP

Larissa Lima com Assessoria

Na manhã desta quarta-feira (23), a Polícia Militar Ambiental de Bataguassu localizou em uma propriedade rural do município de Nova Alvorada do Sul, um aterro de 120 metros para a barragem de um córrego.

O aterro foi feito em uma Área de Proteção Permanente, onde havia uma vegetação de várzea. De acordo com a Polícia Ambiental, o proprietário de 86 anos, também construiu valetas para drenagem das várzeas, em uma área de 25 hectares (medida em GPS), para desenvolvimento de pecuária. Todas as intervenções feitas no local não possuíam autorização ambiental.

O pecuarista foi autuado administrativamente e multado em R$ 180.000,00, sendo R$ 130.000,00 pela drenagem da área de vereda e R$ 50.000,00 pela barragem ilegal. As atividades foram paralisadas e o infrator foi notificado a apresentar um plano de recuperação da área degradada – PRAD, junto ao órgão ambiental. Por ter cometido crime ambiental de destruir área de preservação permanente, o autuado também poderá pegar pena de prisão de um a três anos por crime.

Ao todo, 120m de aterro foram construídos para barrar o córrego (Foto: Assessoria)

Comentários