27/05/2015 12h50 – Atualizado em 27/05/2015 12h50

Fazendeiro paulista é autuado em R$ 30,2 mil por desmatamento em matas ciliares

A área medida por GPS chegou a 11 hectares de desmatamento no local e o produtor rural tem 30 dias para apresentar um plano de recuperação da área degradada

Assessoria

Os Policiais Militares Ambientais de Costa Rica localizaram ontem (26) em uma fazenda no município, um desmatamento realizado ilegalmente. O proprietário rural desmatou área, que medida em GPS, atingiu 11 hectares, com derrubada de vegetação de grande porte, sem a devida autorização ambiental. Além disso, duas frações desmatadas, com área total de quase um hectare, foi de matas ciliares de um córrego que corta a propriedade, que se trata de área protegida de preservação permanente (APP). As atividades foram interditadas e a máquina foi apreendida.

O produtor rural, de 53 anos, residente em Araçatuba (SP) recebeu multa administrativa de R$ 30.270,00 e responderá por crime ambiental e, se condenado poderá pegar pena de um a três anos de detenção. O autuado foi notificado a apresentar junto ao órgão ambiental Estadual um plano de recuperação da área degradada (PRADE), com prazo de 30 dias.

(*) Assessoria de Comunicação da Polícia Militar Ambiental – PMMS

Matas ciliares de um córrego que corta a propriedade rural foram destruídas. (Foto: PMA/MS)

O local onde foi feito o desmatamento, trata -se de área protegida de preservação permanente (APP). (Foto: Assessoria PMA/MS)

Comentários