Felipe Cogorno Álvarez, proprietário do Shopping China, não deixou o tempo passar e apresentou antecipadamente provas irrefutáveis para a justiça paraguaia, derrubando por completo a acusação feita pelas autoridades brasileiras, além de apresentar seu telefone celular para passar por perícia.

Após uma acusação totalmente irresponsável feita pelas autoridades brasileiras, de que supostamente o empresário Felipe Cogorno Álvarez havia ajudado Myra Athayde, namorada de Dario Messer a realizar uma transação no valor de U$ 260,00 no dia 29 de janeiro de 2019, Cogorno apresentou provas ao Ministério Público do Paraguai como prova de sua migração, extratos de cartões de credito e passagens aéreas que demonstram que o mesmo se encontrava fora do pais desde 27 de Janeiro e voltou somente dia 13 de fevereiro. O motivo de sua viagem foi visitar suas filhas que estudam em Londres.

O empresário entregou seus telefones celulares para análise e ver realmente onde ele se encontrava nas datas em que supostamente é entregue o dinheiro a Myra Athayde. A defesa de Cogorno atendeu o pedido e atualmente os celulares do empresário já estão em poder do Ministério Público.

Acontece que surpreendentemente a Polícia Federal brasileira não apresentou nenhuma prova em que supostamente o empresário se encontra envolvido. Para acusar o empresário, a Polícia Federal se apoiou apenas em uma mensagem de WhatsApp que um amigo com o nome de Najun Turner enviou ao empresário, portanto Cogorno entregou seu celular ao Ministério Público onde demonstra que não respondeu nenhuma mensagem.

Comentários