02/05/2019 10h50

Casas e comércios invadidos e objetos roubados de dentro dos carros: modalidade está se tornando comum na cidade

Gisele Berto

No Dia do Trabalhador quem mostrou serviço foram os ladrões de Três Lagoas. Desde a madrugada do dia 1 até o final do feriado seis furtos foram registrados na cidade.

O horário de maior concentração de furtos foi a madrugada, em torno das quatro da manhã. Foi neste horário que uma loja de venda de internet a cabo, no Santos Dumont, foi invadida. Os bandidos levaram R$ 900 do caixa. O proprietário entregou à polícia as imagens das câmeras de vigilância.

Também por volta das 4h da manhã, na Vila Carioca, uma mulher teve a casa invadida enquanto dormia. Ao acordar, ela percebeu a residência revirada e se deu conta do sumiço de um colchão e de uma máquina fotográfica.

Neste mesmo horário, agora no centro da cidade, o dono de uma sapataria percebeu que a porta dos fundos da loja estaca estourada. Ao entrar no local, percebeu que faltavam uma caixa de som e um ferro de passar.

Também na madrugada, um homem percebeu que teve sua casa furtada na Chácara Eldorado. Ele saiu de casa às 18h30 da terça e, ao voltar, meia-noite e meia, viu que haviam invadido a sua casa, levando uma TV e uma bicicleta.

Mas os ladrões não atacam só na madrugada. Em plena luz do dia, às 14h30, uma mulher teve a bolsa furtada de dentro do carro. O carro estava na rua, em frente à casa deles, no Jardim Primaveril, quando ela e o esposo ouviram um barulho alto, mas pensaram ser um estouro de pneu. Quando perceberam, o vidro do veículo estava quebrado e a bolsa, com dinheiro, documentos e chaves, havia sido levada.

Arquivo

Comentários