12/03/2012 16h41 – Atualizado em 12/03/2012 16h41

FETEMS publica o ranking salarial dos municípios de MS

Somente 11 municípios do Estado cumprem a lei do Piso Salarial Nacional

Da Redação*

Na semana da paralisação nacional a Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul) publicou o ranking salarial dos profissionais do magistério praticados nas redes municipais e da rede estadual de ensino.

A publicação da Federação constatou que dos 79 municípios sul-mato-grosenses somente 11 deles cumprem integralmente a lei Federal n° 11.738, a lei do Piso Salarial Profissional Nacional, que é pagar o piso o valor do Piso em R$ 1.451,00 e garantir 1/3 da hora atividade dos professores para planejamento de aulas, correção e elaboração de provas, preparação dos diários de sala e atendimento aos pais.

Para o presidente da Fetems, Roberto Magno Botareli Cesar, com a publicação do ranking a Federação cumpre o seu papel não só de cobrar dos municípios que não cumprem a Lei do piso uma postura, como divulga positivamente as prefeituras municipais que estão dentro da Lei. “Nossa intenção é mostrar para a sociedade a postura que as prefeituras municipais e o próprio Governo do Estado tem em relação a educação pública, pois a construção de um ensino de qualidade está diretamente ligado a valorização profissional dos que dedicam a sua vida a ensinar os filhos dos trabalhadores de nosso Estado”, afirma.

Entre os municípios sul-mato-grossenses que respeitam a legislação, Paranaíba é o que tem o melhor salário para os profissionais da educação com um piso de R$ 2.019, em seguida está Naviraí com R$ 1.771 e em terceiro o município de Água Clara com salário de 1.585.

Os salários são para os profissionais com formação em nível do magistério para uma jornada de até 40 horas semanais.

Completam a lista: Sidrolândia, Antônio João, Aquidauana, Brasilândia, São Gabriel D’oeste,Inocência,Três Lagoas, Terenos e Coronel Sapucaia.

PARALISAÇÃO

A Fetems organiza uma grande mobilização nos dias 14,15 e 16 de março para cobrar do governo do Estado o cumprimento da lei.

Na quarta-feira (14) os Sindicatos Municipais dos Trabalhadores em Educação (SIMTEDS) iniciam as atividades nos municípios, no dia seguinte (15) caravanas se dirigem a Campo Grande para uma grande marcha pelas ruas da capital e na sexta-feira (16) ocorre nos municípios debates sobre o Plano Nacional de Educação.

(*) Com informações da assessoria da Fetems

Comentários