13/07/2017 10h48

Ações têm como objetivo engajar a comunidade e apoiar a gestão pública na melhoria da qualidade da educação

Redação

A Fibria, empresa brasileira líder mundial na produção de celulose de eucalipto a partir de florestas plantadas, deu início ao programa Parceria Votorantim pela Educação (PVE) no município de Água Clara (MS). O PVE busca contribuir para a melhoria da educação pública nos municípios onde a Fibria atua, por meio da mobilização social das comunidades e do apoio à qualificação das práticas de gestão educacional.

Água Clara, que já participou da iniciativa durante o ciclo de 2012, retorna em 2017 para compor as cidades participantes do programa. “O PVE é uma importante ferramenta para o aprimoramento das políticas municipais de educação, por meio do fortalecimento das competências dos gestores educacionais e escolares. O engajamento da comunidade fortalece ainda mais as ações que buscam o progresso contínuo da educação nos municípios”, diz Evânia Lopes, consultora de Sustentabilidade da Fibria em Três Lagoas (MS).

Nas comunidades onde a Fibria possui atuação, a adesão dos municípios ao PVE é decidida em conjunto com as secretarias municipais de educação, e pactuada com o Instituto Votorantim. Ao concordarem, as secretarias assumem o compromisso com as atividades que o programa propõe, como a capacitação de secretárias e técnicos da Secretaria de Educação, diretores e coordenadores das escolas; palestras abertas à comunidade, incentivo da participação dos alunos nas atividades pedagógicas, dentre outras ações de mobilização social.

Além dos encontros presenciais, que incluem reuniões de formação com os profissionais de educação e trabalho de campo nas escolas, cada ciclo do PVE também prevê atividades práticas em ambiente virtual de aprendizagem. Ao ingressar no programa, cada secretaria municipal de educação opta por uma das três temáticas (linhas de trabalho) oferecidas, sempre com foco no desenvolvimento de competências de gestores educacionais e escolares. São elas: Avaliação participativa para melhoria da aprendizagem; Gestão pedagógica inclusiva; e Espaço escolar como ambiente de aprendizagem. As atividades do PVE no município de Água Clara ao longo de 2017 terão como base o tema “Avaliação participativa para melhoria da aprendizagem”.

Cada temática tem um desdobramento na mobilização social, por meio do desenvolvimento dos temas: Fortalecimento do Conselho Escolar, Transformação de espaços educativos e Pacto Social por uma Escola Inclusiva. Ainda na frente de mobilização social, todos os municípios serão estimulados a engajar jovens no programa Desafio Criativos da Escola, iniciativa do Instituto Alana com o apoio do Instituto Votorantim que promove o protagonismo juvenil.

Ao final do ano, os municípios promovem o evento final, voltado à apresentação dos resultados e reconhecimento dos produtos desenvolvidos durantes os ciclos.

Sobre a Fibria

Líder mundial na produção de celulose de eucalipto, a Fibria é uma empresa que procura atender, de forma sustentável, à crescente demanda global por produtos oriundos da floresta plantada. Com capacidade produtiva de 5,3 milhões de toneladas anuais de celulose, a companhia conta com unidades industriais localizadas em Aracruz (ES), Jacareí (SP) e Três Lagoas (MS), além de Eunápolis (BA), onde mantém a Veracel em joint-operation com a Stora Enso. A companhia possui 1,056 milhão de hectares de florestas, sendo 633 mil hectares de florestas plantadas, 364 mil hectares de áreas de preservação e de conservação ambiental e 59 mil hectares destinados a outros usos. A celulose produzida pela Fibria é exportada para mais de 40 países. Em maio de 2015, a Fibria anunciou a expansão da unidade de Três Lagoas, que terá uma nova linha com capacidade produtiva de 1,95 milhão de toneladas de celulose por ano, e entra em operação no terceiro trimestre de 2017.

(*) Assessoria de Comunicação Fibria

Comentários