07/04/2014 12h32 – Atualizado em 07/04/2014 12h32

PM prende traficante em flagrante e atende casos de violência doméstica, furtos, acidentes e prende traficante

A PM de Três Lagoas prendeu um traficante em flagrante, atendeu casos de brigas, acidentes de trânsito e furtos de sexta à noite até a madrugada desta segunda-feira

Léo Lima

Equipes do 2° Batalhão de Polícia Militar, com base em Três Lagoas, tiveram bastante trabalho no policiamento da cidade durante o final de semana, efetuando a prisão de traficante, brigões (até no presídio feminino), e atendendo casos de furto, acidentes de trânsito e violência doméstica.

Conforme boletins de ocorrência registrados nas delegacias de Polícia Civil, vários casos de desentendimento entres casais foram atendidos pela Polícia Militar, primeiramente, e repassados para providências na polícia judiciária.

O boletim número 1383/2014 da Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário), por exemplo, dá conta do ocorrido com o casal R.S.M., de 29 anos, e T.S.C., de 28, no final da noite de sexta-feira (04), na Rua Manoel Mendes, no Bairro Nossa Senhora Aparecida. Segundo os registros, a PM foi chamada para atender caso de “vias de fato” (briga) no local. Ao chegarem, os policiais militares encontraram a mulher T., que relatou que seu marido R. esteve no local pedindo dinheiro para comprar drogas. Diante da negativa, ele passou a agredi-la com tapas e a agarrou pelo pescoço e começou a asfixia-la. Jogou-a depois ao chão e somente parou com as agressões devido a vítima ter sido socorrida por desconhecidos.

A PM realizou rondas para localizar o autor, porém não foi possível. Ele já tinha contra si um B.O. pelo mesmo motivo, quando lesionou a cabeça da mulher, que foi orientada a procurar a Delegacia de Atendimento a Mulher para dar prosseguimento no boletim.

TRAFICANTE

Também na noite de sexta-feira (04), a PM prendeu Igor Roberto da Silva Marques, de 19 anos, por tráfico de drogas. Conforme consta, ele estava junto com outras pessoas em atitudes suspeitas caminhando pela Avenida Filinto Muller, na região do Jardim Dourados, quando policiais militares do Serviço Reservado do 2° BPM perceberam e tentaram uma abordagem.

Consta que Igor, também conhecido como “Neguinho do óleo”, fugiu e jogou no chão uma porção de pasta base de cocaína, mas foi visto. O pessoal da ‘P2”, então acionaram uma viatura da PM e Igor se escondeu em um matagal. A Rotai (Roindas Ostensivas Táticas do Interior) realizaram diligências e conseguiu ver uma pessoa saindo em uma moto Hoda Titan, com o garupa suspeito. Foram abordados e os PMs descobriram que era o irmão de Igor que lhe estava dando suporte para a fuga.

Conforme a PM, Igor teria confessado, na entrevista, que vendia drogas e que estava fazendo entregas na região. Ele possui passagens por tráfico, roubo e tentativa de homicídio. Na ocasião estava em posse de dez gramas da droga, sendo conduzido para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário).

ROUBO

Por volta das 18 horas de sexta-feira (04), em frente ao prédio da Sanesul (Empresa de Saneamento de MS), três funcionários foram assaltados por dupla de ladrões, um deles armado com revólver calibre 38.

De acordo com boletim de ocorrência registrado na Depac, as vítimas trabalhavam no local, sito à Rua José Teixeira da Silva, bairro São João, quando foram atacadas pelos marginais, que levaram seus celulares e carteiras com documentos. Depois, ordenaram que as vítimas fossem para uma determinada sala do prédio e que se amarrassem. Alguns minutos depois, fugiram tomando rumo ignorado.

OUTRO CASO

Mais um caso de roubo foi atendido pela Polícia Militar, cerca de duas horas depois do fato anterior. Desta vez na rua Josino da Cunha Viana, bairro Vila Nova. Conforme consta em B.O., a o dono de um bar estava sendo em frente ao estabelecimento, conversando com dois fregueses, quando uma moto azul se aproximou e parou em frente. Duas pessoas ocupavam o veículo.

O garupa desceu da moto e apontou uma arma para a cabeça do dono do bar, ameaçando atirar caso não lhe entregasse pertences. Nisso, arrancou uma corrente de ouro da vítima, mandando ainda que tirasse os anéis. Depois, se evadiram, tomando rumo ignorado.

BRIGA NA CADEIA

A pancadaria comeu solta em uma cela do presídio feminino de Três Lagoas, no meio da noite de sexta-feira (04), Conforme consta, uma das agredidas teve o nariz fraturado e outra foi lesionada em uma das mãos, durante ataque de uma companheira.

Tudo por conta de discussão a respeito do uso de uma cama. O Samu teve que ser acionado e as presas lesionadas foram encaminhadas para o Hospital Auxiliadora. A agressora foi conduzida até a Depac, onde o caso foi registrado, e depois retornou para as grades.

Outra mulher que sofreu ataque na noite de sexta-feira (04), foi uma que mora na Vila Piloto. Tudo porque não queria reatar o relacionamento com o ex-companheiro.

Segundo consta em boletim de ocorrências registrado na Depac, A.R.S., de 51 anos, não se conformava com o fim do relacionamento com a ex-companheira, e se armou com revólver e disparou contra a casa onde reside a mulher.

Com medo a mulher chamou a PM, e o acusado fugiu. Mas, a polícia militar acabou encontrando-o, após diligências. Na casa, foram encontradas munições de calibre 38.

Conforme o boletim, o casal viveu três anos e aconteceu a separação, e desde então o homem passou a ameaçar a vítima.

TRANSITO

No sábado (05), de madrugada, a Polícia Militar foi acionada para atender um caso de acidente de trânsito ocorrido na Avenida Capitão Olinto Mancini, área central da cidade. Segundo consta, um Fiat Palio Fire e uma motocicleta Honda CG Fan foram envolvidos na ocorrência.

De acordo com boletim de ocorrência, D.S.S, de 29 anos conduzia seu carro pela avenida, no sentido bairro Colinos, quando colidiu o veículo contra a motocicleta pilotada por E.S.L, de 28.
Segundo relato do condutor do carro, a moto surgiu de repente. Já o motociclista disse que não se recordava do que havia acontecido.

O condutor da moto sofreu ferimentos pelas pernas, braços e rosto e foi socorrido pelo Samu ao Hospital Auxiliadora. Já o motorista nada sofreu

Comentários