07/05/2018 14h57

A medida está sendo tomada diante do crescente número de denúncias e focos de incêndio em terrenos baldios

Redação

O número de queimadas de lixo e mato em terrenos baldios tem causado preocupação aos setores ligados à saúde e ao meio ambiente de Três Lagoas, e consecutivamente, provocando denúncias e problemas à população.

Para enfrentar a situação, a partir desta segunda-feira (07), a Secretaria de Meio Ambiente e Agronegócio vai intensificar as fiscalizações e autuar, de acordo com a lei, os proprietários dos terrenos onde houver queimadas, juntamente com o departamento de infraestrutura.

De janeiro a abril deste ano, o setor de fiscalização da SEMEA recebeu 60 denúncias de fogo em mato ou lixo. Conforme o fiscal ambiental, Artur Mendes da Silva, a Secretaria vai fortalecer a parceria com o Corpo de Bombeiros e priorizar o atendimento a essas denúncias.

“Nós atendemos denúncias de diversas naturezas mas, devido aos constantes incêndios em lotes, vamos dar maior atenção a estas infrações, que prejudicam a saúde da comunidade e o meio ambiente”, destacou Artur.

Recentemente, foi ateado fogo em uma área próxima à segunda lagoa. A fumaça provocada atingiu os bairros Lapa, Jardim Dourado e Interlagos. Outra área que é constante haver queimadas é o “Buracão” do Jupiá.

De acordo com o Código de Postura do Município – Lei Municipal nº 2.418 de 23/12/2009, Art. 26, inciso VII, realizar queimada urbana é crime que prevê multa de 100 UFIM’s por lote – aproximadamente R$ 458,20. Denúncias podem ser feitas pelo telefone (67) 3929-1852.

(*) Assessoria de Comunicação

De janeiro a abril deste ano, o setor de fiscalização da SEMEA recebeu 60 denúncias de fogo em mato ou lixo (Foto/Assessoria)

Comentários