19/01/2012 10h57 – Atualizado em 19/01/2012 10h57

No final do ano passado, a Grécia chegou a dizer que poderia sair da zona euro caso não recebesse ajuda financeira

Agência Brasil

A Grécia irá negociar um novo empréstimo com o Fundo Monetário Internacional (FMI) como parte do plano de ajuda concedido pela zona euro a Atenas no final de outubro. O país passa por uma grave crise financeira e enfrenta problemas para equilibrar a dívida pública. Medidas de austeridade fiscal têm levado a manifestações e a greves no país.

No final do ano passado, a Grécia chegou a dizer que poderia sair da zona euro caso não recebesse ajuda financeira.

O ministro das Finanças grego, Evangelos Venizelos, disse que a decisão saiu ontem (18) de uma reunião informal com a administração do FMI em Washington, nos Estados Unidos.

“Houve ‘luz verde’ ontem, durante uma reunião informal do conselho de administração do FMI em Washington. Foi dada autorização para os quadros do FMI iniciarem negociações com a Grécia para o novo programa de ajuda, que se junta a um primeiro plano UE-FMI de apoio à Grécia decidido em maio de 2010”, disse Venizelos no parlamento.

Até agora, o FMI não estava envolvido no segundo plano de ajuda de 130 bilhões de euros decidido em outubro, durante uma conferência extraordinária da União Europeia em Bruxelas.

A decisão do FMI pode indicar um acordo da Grécia com os credores privados para um perdão da dívida. As negociações pretendem obter o perdão voluntário de 100 bilhões dos cerca de 350 bilhões da dívida grega.

Comentários