Grupo formado pelas Polícias Militar, Civil, Rural, Ambiental, Corpo de Bombeiros e entes públicos, como Prefeitura e Ministério Público esteve em locais de concentração de pessoas no último final de semana


Uma verdadeira força-tarefa, formada pelas Polícias Militar, Civil, Militar Ambiental, Patrulha Rural; Bombeiro Militar, Vigilância Sanitária, Defesa Civil e Ministério Publico Estadual foi formada para coibir aglomerações de pessoas e evitar a expansão dos casos de Covid-19 nas cidades de Três Lagoas e Água Clara.

A Operação teve como objetivo realizar abordagens em locais de maior concentração de pessoas e orientar os frequentadores dos locais e proprietários sobre o Decreto Municipal  de Prevenção e Enfrentamento ao Coronavírus-COVID-19.

Foram feitas abordagens e orientações no Bairro Jupiá, Cascalheira, Lagoa Maior e pontos comerciais onde havia aglomerações. A ação envolveu 17 agentes e oito viaturas.

As ações foram realizadas durante todo o final de semana. “Abordamos muitos grupos de pessoas e fizemos o trabalho de orientação. Não foi preciso autuação, pois foi uma primeira visita aos locais e todos foram muito receptivos e entenderam de fato a necessidade da não aglomeração”, afirmou Christovam Tabox Bazan, coordenador da Vigilância Sanitária.

Outras ações acontecerão nos próximos dias, para evitar a proliferação do Coronavírus em Três Lagoas. “É importante que a população entenda a gravidade dessa pandemia. Precisamos estar conscientes dos riscos fora do isolamento social”, completou Bazan.

Comentários