19/02/2019 15h35

O anúncio foi feito hoje. Linhas Cargo, F-4000, F-350 e Fiesta serão comercializados até o final dos estoques. A unidade emprega 2.800 funcionários, além de terceirizados

Eduardo Sodré / Folhapress

A Ford anunciou que irá fechar a fábrica de São Bernardo do Campo (Grande São Paulo), que hoje produz caminhões e o Ford Fiesta.

A produção será encerrada neste ano. De acordo com o sindicato dos metalúrgicos, a unidade emprega 2.800 funcionários, além de terceirizados.

A medida faz parte do plano de reestruturação global da marca, que acaba de estabelecer uma parceria com a Volkswagen para fabricação de veículos utilitários.

Segundo representantes da montadora, o fechamento da planta de São Bernardo não afeta a produção em Camaçari (BA), onde são feitos os modelos Ka e EcoSport, e em Taubaté (interior de São Paulo), que fabrica motores.

Em comunicado, a montadora afirma que vai deixar o mercado de caminhões na América do Sul. A Ford prevê um impacto de aproximadamente US$ 460 milhões (R$ (R$ 1,71 bilhão) em despesas não recorrentes como consequência dessa ação.

As vendas dos modelos produzidos em São Bernardo continuarão até o fim dos estoques.

Em nota, o presidente da Ford América do Sul, Lyle Watters, afirma que a empresa “está comprometida com a América do Sul por meio da construção de um negócio rentável e sustentável, fortalecendo a oferta de produtos, criando experiências positivas para nossos consumidores e atuando com um modelo de negócios mais ágil, compacto e eficiente”.

“Sabemos que essa decisão terá um impacto significativo sobre os nossos funcionários de São Bernardo do Campo e, por isso, trabalharemos com todos os nossos parceiros nos próximos passos”, disse Watters.

O executivo afirma também que a empresa manterá planos de garantia, peças e assistência técnica para os veículos que estão saindo de linha.

Máquinas na linha de produção de fábrica da Ford em São Bernardo do Campo (SP). (Foto: Rodrigo Paiva/Folhapress)

Comentários