28/03/2016 15h14 – Atualizado em 28/03/2016 15h14

Sem muitos avanços, o Fórum irá anunciar o índice salarial que considera digno para categoria

Assessoria

Na tarde desta segunda-feira (28), às 15h, os dirigentes de mais de 20 entidades sindicais e representantes de classes, que participam do Fórum de Servidores Públicos Estaduais de Mato Grosso do Sul, vão protocolar ofício na Governadoria do Estado solicitando o índice de reajuste inflacionário referente aos 17 meses sem reposição salarial.

O índice foi definido após estudos técnicos realizados pelo DIEESE/MS (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos, Regional de Mato Grosso do Sul) e análises baseadas nos principais índices de inflação do País — INPC e IPCA.

O Fórum representa mais de 40 mil servidores públicos do Estado, tendo a maioria o mês de maio como data base. A conjuntura é complexa, pois muitos servidores tiveram reajuste zero na última correção salarial, amargando um ano e meio sem reposição.

Por isso, desde o início deste ano, o Fórum de Servidores vem tentando adiantar a negociação salarial de 2016, buscando diálogo com o Governo do Estado e reuniões com o governador Reinaldo Azambuja. No entanto, sem muitos avanços, o Fórum irá anunciar hoje (28) o índice salarial que considera digno para categoria.

“Hoje iremos lá como participantes do Fórum de Servidores para protocolar o índice de reajuste baseado na inflação dos últimos 17 meses que não tivemos reposição salarial”, ressaltou o coordenador do Fórum e presidente do Sinpol-MS (Sindicato dos Policiais Civis de Mato Grosso do Sul), Jean Carlo Miranda.

“Nós não aceitaremos que o governo do Estado se esquive dessa responsabilidade constitucional. Pois o reajuste salarial é direito legítimo dos servidores. Temos direito à reposição salarial deste período inflacionário”, complementou o dirigente.

De acordo com o andamento na negociação salarial, os integrantes do Fórum de Servidores podem realizar uma Assembleia Geral Unificada com a participação de todas as categorias do funcionalismo público sul-mato-grossense.

(*) Sindijus – MS

De acordo com o andamento na negociação salarial, os integrantes do Fórum de Servidores podem realizar uma Assembleia Geral Unificada. (Foto: Assessoria)

Comentários