14/03/2012 15h23 – Atualizado em 14/03/2012 15h23

Frente Parlamentar de Combate ao Crack quer total en volvimento da Assembléia Legislativa

Deputado Eduardo Rocha diz que esclarecimento sobre as conseqüências orgânicas, sociais e econômicas causadas pelo crack pode ajudar no combate à droga

Edmir Conceição*

O deputado Eduardo Rocha, líder do PMDB na Assembléia Legislativa e presidente da Frente Parlamentar de Combate ao Crack, apresentou ofício à Mesa Diretora da Assembléia Legislativa, solicitando que a Casa promova, a exemplo do que foi feito no ano passado, com a Campanha “Paz no Trânsito”, uma mobilização para enfrentamento e combate ao crack.

O pedido, feito durante a sessão desta quarta-feira, 14, foi encaminhado ao presidente da Assembléia Legislativa, deputado Jerson Domingos (PMDB). Para o deputado, as atividades devem ser realizadas simultaneamente à campanha nacional e âmbito estadual de enfrentamento e combate ao crack que acontece sempre na terceira semana do mês de junho. “A campanha deve envolver toda a população através da mídia, e ainda produzir e distribuir cartilhas e camisetas”.

De acordo com o deputado, é preciso o total envolvimento da Assembléia. “É preciso abastecer a população de informações. A informação sobre as conseqüências orgânicas, sociais e econômicas causadas pelo crack pode funcionar como uma importante arma de combate à droga.

CAMPANHA

Cerca de 30 instituições estiveram envolvidas diretamente na Campanha Paz no Trânsito, realizada em agosto do ano passado. Entre as atividades realizadas estavam a 2ª Corrida ‘Dê Preferência a Vida”, com saída da Praça do Rádio Clube. “Bandeiraço” e adesivagem com participação dos membros do GGIT-Gabinete Gestão Integrada de Trânsito, da CEMATRAN, Florestinha e PROERD. Alunos de 12 escolas, seis públicas e seis particulares receberam palestras de conscientização.

Deputado Eduardo Rocha (PMDB) propõe campanha de esclarecimento sobre malefícios do crack. (Foto: Divulgação)

Comentários