02/01/2013 10h38 – Atualizado em 02/01/2013 10h38

Da Redação

A Superintendência de Desenvolvimento do Centro-Oeste (Sudeco) garantiu investimentos de R$ 1,2 milhão para criação do Centro de Qualificação Social e Profissional da Fronteira, em Ponta Porã. Os recursos foram viabilizados pelo senador Waldemir Moka (PMDB).

O objetivo do centro é promover o desenvolvimento sustentável da população fronteiriça, através da oferta de cursos técnicos, treinamento e preparação de jovens para atividades de empreendedorismo.

O projeto começou a ser desenvolvido em julho de 2011, quando Moka visitou as instalações do Parque Tecnológico de Itaipu, em Foz do Iguaçu, mantido pela Itaipu Binacional. A ideia foi conhecer as experiências daquela fundação na formação de jovens para o mercado de trabalho.

De acordo com o senador, a ideia é fazer com que Ponta Porã coloque em prática projeto semelhante ao de Itaipu, respeitando-se as características e a capacidade de investimento dos setores público e privado do Estado.

Moka diz que a população fronteiriça é a mais afetada pela falta de oportunidades e pela facilidade para obter droga e armamento. “Essa situação acaba levando nossos jovens e até crianças para a marginalidade, passando a servir ao crime organizado, como o tráfico de drogas e de armas”, argumenta.

O projeto, segundo o senador, começa a sair do papel graças ao apoio do governador André Puccinelli, do ex-prefeito de Ponta Porã Flávio Kayatt, de entidades do setor produtivo, como Sebrae, Famasul, Associação Comercial e da Federação das Associações Comerciais de Ponta Porã, além de empresários locais e do Governo federal por meio da Sudeco.

“Era um sonho que agora começa a virar realidade. Vamos precisar da ajuda de todos: governos, prefeitura, entidades ligadas ao setor produtivo, empresários e população local. Não é um projeto do Moka. É de todos os sul-mato-grossenses”, afirmou.

ITAIPU

Criado em 2003 e localizado ao lado da Usina Hidrelétrica de Itaipu, o Parque Tecnológico conta com espaços que possibilitam a promoção do conhecimento de forma integrada.

Com ações voltadas ao desenvolvimento do conhecimento, o instituto destaca-se por ser um ambiente de constantes avanços científicos e tecnológicos nas áreas de energia, água e turismo.

“Para obter êxito, as ações em Itaipu são executadas de maneira integrada por meio das áreas de Ciência e Tecnologia, Educação e Empreendedorismo”, informa Moka.

(*) Com informações do MS Noticias

Comentários