10/11/2015 15h58 – Atualizado em 10/11/2015 15h58

Acusado tem 23 anos e cometia o crime há, pelo menos, dois. Rapaz desenvolvia a fraude com passagens de clientes que não compareceram às viagens. Ele se passava pelo comprador, solicitava reembolso e se apossava do dinheiro.

Lucas Gustavo

Policiais Civis prenderam, ontem (9), um jovem de 23 anos por estelionato. O rapaz trabalhava em uma empresa nacional de transporte de passageiros com filial na rodoviária de Três Lagoas.

Ele era colaborador da agência há três anos e confessou que embolsava o dinheiro de passagens canceladas há, pelo menos, dois. Nesse período, o acusado calcula que faturou de R$ 10 a R$ 12 mil de forma ilegal. O encarregado da viação descobriu a farsa e prestou queixa.

Em entrevista à reportagem do Perfil News nesta terça-feira (10), o delegado Paulo Henrique Rosseto de Souza, que atua no caso, informou que a equipe investiga a quantia precisa desviada da empresa pelo jovem. Somente no dia em que foi preso, o rapaz se apossou de mais de R$ 300 com a fraude.

De acordo com a Polícia Civil, o acusado desenvolvia o golpe com passagens de clientes que não compareceram às viagens. Por ter acesso livre ao sistema da agência, ele se passava pelo comprador e solicitava reembolso. Assim, o funcionário desviava dinheiro do caixa sem que ninguém percebesse.

Para tirar maior proveito, o jovem sempre utilizava bilhetes vendidos para trechos mais distantes como de Campo Grande-MS a São Paulo-SP. O rapaz foi indiciado por estelionato na 1° Delegacia de Polícia e permanece preso.

Rapaz trabalhava há três anos em um dos guichês da rodoviária de Três Lagoas. Ele confessou o crime. (Foto: Arquivo/Perfil News).

Comentários