16/03/2018 08h29

Se trata de um programa que vem se mostrando fundamental para o desenvolvimento econômico de Mato Grosso do Sul

Redação

No âmbito das ações do PQF (Programa de Qualificação de Fornecedores) para desenvolver, qualificar e aumentar a competitividade do setor empresarial de Mato Grosso do Sul, os integrantes do comitê gestor reuniram-se, nesta semana, em Três Lagoas (MS), para alinhar as ações de celebração dos 10 anos do Programa no Estado. Marcada para o próximo dia 18 de abril, a cerimônia de comemoração incluirá também a certificação das empresas que passaram pelo PQF no ano passado em Três Lagoas, Ribas do Rio Pardo e Campo Grande.

Segundo o superintendente do IEL, José Fernando do Amaral, ao longo dos últimos 10 anos, as empresas que passaram pelas consultorias do Programa e auditorias das empresas-âncoras, implementaram um sistema de gestão que lhes possibilitaram ganho de competitividade, pois há redução dos custos de produção e eficiência no fornecimento, entre outras vantagens. “O PQF está em franca expansão no Estado e, depois de um início exitoso em Três Lagoas, chegou a Ribas do Rio Pardo e Campo Grande e, em breve, deve cobrir outros municípios do Estado”, analisou.

Ele acrescenta que se trata de um programa que vem se mostrando fundamental para o desenvolvimento econômico de Mato Grosso do Sul. “As empresas-âncoras ganham com o aumento da competitividade, pois há redução dos custos com fornecedores, enquanto as empresas fornecedoras ganham em eficiência e gestão e o município passa a arrecadar mais com a geração de impostos das empresas locais que passam a produzir mais”, elencou.

Na edição 2017 do PQF, 93 empresas serão certificadas e o evento deve contar com um público de 90 instituições do Estado entre empresas-âncoras, fornecedoras e instituições parceiras. O coordenador da área de desenvolvimento empresarial do IEL, Hugo Bittar, explica que as empresas de Três Lagoas, onde o programa é desenvolvido há mais tempo, serão certificadas no módulo avançado, enquanto as de Ribas do Rio Pardo e Campo Grande receberão os certificados do módulo básico.

“A certificação é feita após uma auditoria realizada pelos âncoras – antes, as empresas passam por uma etapa de desenvolvimento, onde ocorrem fazes de diagnósticos, consultorias e capacitações. Atualmente estão inscritas no PQF 92 empresas do Estado, enquanto mais de 150 já foram certificadas até o ano passado, quando foi realizada a última certificação”, explicou Hugo Bittar, informando que o comitê gestor do PQF no Estado é constituído por representantes da Fiems, IEL, Sesi e Sebrae, das prefeituras de Três Lagoas e Ribas do Rio Pardo e das empresas-âncoras Fibria, Bemis e Sitrel.

Participaram da reunião o superintendente do IEL, José Fernando Amaral, o coordenador de desenvolvimento empresarial do IEL, Hugo Bittar, o analista técnico do IEL, Felipe Kling, o analista do Sebrae/MS, Marlon Velasquez, o gerente de suprimentos da Fibria, Paulo Edson Martins Vieira, o coordenador de suprimentos da Fibria, Luis Carlos Felippe, o coordenador de suprimentos da Bemis, Joaquim Neto, a coordenadora de sustentabilidade da Sitrel, Laís Rebucci, o secretário municipal de Desenvolvimento de Três Lagoas, Antonio Empke, o secretário municipal de Desenvolvimento de Ribas do Rio Pardo, Diógenes Marques, e o diretor municipal de Desenvolvimento de Ribas do Rio Pardo, Rogério dos Santos.

(*) Assessoria de Comunicação

A edição 2017 do PQF, 93 empresas serão certificadas e o evento deve contar com um público de 90 instituições do Estado entre empresas-âncoras (Foto/Assessoria)

Comentários