29/10/2015 14h49 – Atualizado em 29/10/2015 14h49

Reinaldo aproveitará a visita da presidente para cobrar a conclusão da obra que está parada desde a crise da empresa

Da Redação

Nesta sexta-feira (30), a Presidente Dilma Rousseff (PT), vem a Três Lagoas para o lançamento da pedra fundamental que marca ampliação da fábrica de celulose Fibria.

Segundo o Correio do Estado, com a visita, o governador Reinaldo Azambuja irá cobrar da presidente a conclusão das obras da fábrica de fertilizantes da Petrobras, que está parada desde a crise da empresa.

O governador disse que mesmo com a confirmação da Petrobras de vir em fevereiro do ano que vem lançar o edital para buscar novo parceiro com objetivo de finalizar a construção da fábrica, a cobrança será feita.

BLOQUEIO E OBRA PARADA

Ainda de acordo com o Correio do Estado, no mês de maio deste ano, a Justiça determinou o bloqueio de R$ 36.041.213,89 nas contas das empresas Galvão Engenharia S.A. e Sinopec Petroleum do Brasil LTDA.

Conforme dito pela promotora de justiça Ana Cristina Carneiro Dias, para a construção da unidade a Petrobras formulou contrato com as empresas Galvão Engenharia S.A, GDK SA e SINOPEC, que formaram o Consórcio UFN III para a construção do empreendimento que perdurou até dezembro de 2014, foi quando houve a recisão de contrato por não ter sido cumprido, sendo que antes das recisão, a Petrobras concedeu recursos ao consórcio para o pagamento dos credores, porém isso não foi feito.

As obras, depois de serem paralisadas, os empresários fornecedores ficaram com um crédito de quase trinta e sete milhões de reais, sendo que a insolvência do consórcio vem causando graves prejuízos à economia e sociedade local.

(*) Correio do Estado

Governador cobrará de Dilma, conclusão das obras da fábrica de fertilizantes da Petrobras. (Foto: Divulgação)

Justiça determinou o bloqueio de R$ 36.041.213,89 nas contas das empresas Galvão Engenharia S.A. e Sinopec Petroleum do Brasil LTDA. (Foto: Arquivo/ Correio do Estado)

Comentários