31/03/2015 17h53 – Atualizado em 31/03/2015 17h53

A reestruturação de praças esportivas e a construção de espaços esportivos em municípios de até 50 mil habitantes entraram na pauta da reunião de hoje, na governadoria

Assessoria

O governador Reinaldo Azambuja e o ministro do Esporte, George Hilton, se encontraram nesta terça-feira (31) para tratar sobre investimentos do Governo Federal em Mato Grosso do Sul. A reestruturação de praças esportivas e a construção de espaços esportivos em municípios de até 50 mil habitantes entraram na pauta da reunião.

No encontro, que aconteceu na governadoria, Reinaldo colocou Mato Grosso do Sul como parceiro do Ministério do Esporte para o desenvolvimento de políticas públicas para o setor. Segundo ele, a intenção é ter o Esporte como ferramenta de inclusão e de sustentabilidade, que contribua para uma sociedade melhor.

“Queremos levar o esporte para o interior. O ministro tem uma boa ideia de atender principalmente municípios pequenos, com locais determinados para práticas esportivas. O mais importante é que as estruturas do ministério estão preocupadas com os espaços esportivos, com a política pública e com a utilização da lei de incentivos, que traz a iniciativa privada para financiar empreendimentos”, disse Reinaldo.

Hilton contou que o ministério desenvolve a criação de um módulo de trabalho para tornar possível a construção de espaços públicos de esporte, com quadra coberta, campo de futebol society, com grama sintética, e quadra ao ar livre.

“Esses módulos irão para municípios de até 50 mil habitantes e a boa notícia é que já foi contemplado no orçamento desse ano para atender inicialmente os estados de fronteira, o que torna Mato Grosso do Sul um grande beneficiado desse serviço”, completou.

Querendo expandir mais os investimentos, Hilton revelou que o Ministério do Esporte está com o trabalho direcionado para a criação de uma rede nacional de treinamentos.

“Isso faz parte do legado dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos. Campo Grande tem importância fundamental para que essa rede nacional de treinamentos funcione não só agora, durante a preparação para os jogos, mas para estabelecer o que a gente chama de revolução da prática esportiva no Brasil”, explicou.

(*) Assecom Governo MS

O governador disse que

O ministro explicou que

Comentários