18/01/2012 15h53 – Atualizado em 18/01/2012 15h53

A decisão foi divulgada após reunião de Bezerra com a ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffmann e técnicos do governo no Palácio do Planalto

G1

O ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra, anunciou nesta quarta-feira (18) a construção de 3.000 novas unidades habitacionais do programa Minha Casa, Minha Vida em municípios que tiveram casas completamente destruídas. As casas serão destinadas a pessoas com renda familiar de até R$ 1.600.

“[A presidente Dilma Rousseff determinou que] todas as demandas que venham a surgir de estados e municípios que tiveram casas completamente destruídas se abra espaço dentro do programa Minha Casa, Minha Vida”. Na próxima semana, disse Bezerra, o governo começará a receber demandas dos estados.

A decisão foi divulgada após reunião de Bezerra com a ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffmann e técnicos do governo no Palácio do Planalto.

O ministro disse que quatro cidades em estado de emergência ou calamidade começarão a receber os primeiros recursos para reconstrução a partir da próxima quinta-feira (19), por meio do cartão de pagamento da Defesa Civil. O governo decidiu diminuir a burocracia e deixou de exigir a criação de um CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoal Jurídica) exclusivo para esse fim. A única exigência é a abertura de uma conta.

“Vamos fazer um esforço para que os demais municípios acelerem a abertura da conta”, afirmou. Segundo Bezerra, já está disponibilizados para assistência a população R$ 55 milhões para Minas Gerais, R$ 25 milhões para Rio de Janeiro e R$ 20 milhões para o Espírito Santo.

Bezerra viajará nesta tarde a Belo Horizonte, onde se encontrará com o prefeito Márcio Lacerda e o governador Antonio Anastasia. Somente a capital mineira recebeu R$ 25 milhões para auxiliar na reconstrução de edificações.

Comentários