10/04/2015 10h10 – Atualizado em 10/04/2015 10h10

Será aberta uma agenda de estímulos para o financiamento de obras de infraestrutura por meio do mercado de capitais

Agência Brasil

O momento de maior expansão do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) com recursos do Tesouro se esgotou, disse o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, nesta quinta-feira (9).

Apesar disso, o Ministro anunciou, na capital paulista, uma agenda de estímulos para o financiamento de obras de infraestrutura por meio do mercado de capitais.

“Estamos em um momento de ajuste, mas temos que olhar para a frente e criar condições para a retomada de investimento e do crescimento para o Brasil continuar no caminho de melhoria e de expansão, que todos nós temos confiança que é o caminho não só que desejamos, mas é o caminho que nós vamos seguir”, disse Levy.

Uma das medidas anunciadas é a redução do custo do crédito, por parte do BNDES, para empresas que emitam títulos de dívidas vinculadas aos projetos financiados pelo banco. O Governo estima que o custo do crédito para as empresas participantes possa cair entre um e dois pontos percentuais ao ano.

“Há uma forte demanda reprimida por investimento em infraestrutura no Brasil, nós estamos trabalhando para transformar essa demanda em projetos e investimentos concretos”, disse o ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão, Nelson Barbosa.

Barbosa acrescentou que o Governo deve aumentar o programa de concessão, sobretudo nas áreas de ferrovias e rodovias, mas que os detalhes serão anunciados oportunamente.

*Agência Brasil

Ministro da Fazenda, Joaquim Levy anunciou abertura de investimentos para financiamento de obras. (Foto:Divulgação/Agência Brasil)

Comentários