Valor extra será pago nos próximos três meses para suprir a alimentação de crianças que comiam na escola e que ficaram sem a merenda após a suspensão das aulas devido à pandemia

Nove mil famílias do Vale Renda vão receber o acréscimo de R$ 60 no benefício para ajudar na complementação alimentar e nutricional dos alunos da Rede Estadual de Ensino. A resolução garante atendimento às famílias em situação de vulnerabilidade, além de promover a inclusão social. 

Atualmente, famílias com crianças matriculadas nas escolas da Rede Estadual que recebem R$ 180 mensalmente para ajudar na compra da cesta básica vão receber R$ 240 nos próximos três meses. Com a suspensão das aulas, as crianças que tinham na merenda escolar uma refeição diária garantida podem sofrer alguma perda alimentar e nutricional durante este período. 

“É fundamental que tenhamos este olhar social. Sabemos que muitas vezes a criança tem na merenda a sua principal fonte de alimento diário. Não tem como deixá-las desassistidas e foi por isso que tomamos a decisão do implemento no valor do Vale Renda”, disse o governador Reinaldo Azambuja. 

A medida é temporária e tem validade por 90 dias,  já disponível no saque referente ao mês de março que é pago em abril. Conforme decreto, os recursos para a cobertura do subsídio extra estão previstos no Orçamento do Estado de 2020, da Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho e vinculadas. O decreto entra em vigor na data de sua publicação. 

No primeiro mês a adição acontecerá por meio de folha suplementar. No dia 22 de abril, os beneficiários recebem a parcela no valor de 180 reais e até o dia 30 de abril os 60 reais do acréscimo. Nos demais meses, o complemento será pago junto com a parcela. 

O acréscimo está de acordo com as medidas temporárias que o Governo do Estado vem adotando para a prevenção do contágio da doença COVID-19 no território sul-mato-grossense.

Beatricce Bruno – Subsecretaria de Comunicação – Subcom
Foto: Edemir Rdrigues/ Arquivo Subcom

Comentários