15/03/2016 18h49 – Atualizado em 15/03/2016 18h49

Gravação de assessor de Delcidio com ministro de Dilma agita Brasília

De acordo com alguns veículos de comunicação dos grandes centros, prisão de Mercadante é dada como certo após ser pego tentando comprar silencio de Delcidio

Ricardo Ojeda

O ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF) homologou na manhã desta terça-feira o acordo de delação premiada do senador Delcídio do Amaral, ao mesmo tempo que tornou pública a sua delação.

Classificada como “A delação”, essa deve ser a mais bombásticas de todos já homologadas pelo STF até agora por que envolve diretamente o ministro da Educação Aloísio Mercadante, que foi gravado por, José Eduardo Marzagão, assessor do senador e considerado da mais estrita confiança dele.

OUÇA A GRAVAÇÃO

O encontro aconteceu no gabinete do ministério da Educação. Na ocasião, que ocorreu duas vezes Mercadante, disse que estava agindo em nome da presidente Dilma Roussef. O ministro ofereceu garantias financeiras para o senador não seguir adiante com a deleção.

A gravação foi disponibilizada pelo STF e divulgadas pelos principais órgãos de comunicação do País. Mesmo com a deleção acatada pelo STF, o senador Delcidio fez um acordo e não perderá o mandato, porém terá que pagar uma multa de R$ 1.500 milhão que foi parcelada em 10 vezes.


O senador Delcidio Amaral e o seu suplente, Pedro Chaves dos Santos Filho, que poderá assumir a vaga caso o Conselho de Ética do senado cassar o mandato do senador (Foto: Arquivo/Perfil News)

Comentários