07/03/2012 15h27 – Atualizado em 07/03/2012 15h27

É o que garante o Sinpetro

Campo Grande News

Os motoristas podem ficar despreocupados, pois a falta de combustíveis em São Paulo causada pela paralisação dos motoristas de caminhões-tanque não chegará em Mato Grosso do Sul. Pelo menos é o que garante o Sinpetro (Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis de MS).

O consultor técnico da entidade, Edson Lazaroto, destacou que não há preocupação com falta de abastecimento no estado porque a paralisação é um fato isolado em São Paulo.

Além disso, Lazaroto ressaltou que 70% dos combustíveis chegam em Mato Grosso do Sul por transporte ferroviário.

“Mesmo que houvesse desabastecimento por conta da paralisação dos motoristas em São Paulo, isso não prejudicaria a oferta no estado, já que a maior parte dos combustíveis vem por ferrovia”, explicou o consultor do Sinpetro.

Nos postos, os gerentes estão bem tranquilos. Éder Cappelletto, que gerencia um estabelecimento localizado na esquina das ruas Padre João Crippa e Dom Aquino, é um deles. “Se tivesse bafafá sobre isso, já tinha aumentado gasolina”.

Gerente de um posto na avenida Afonso Pena com a rua 13 de Maio, Militão Renovato Pires reiterou as informações do Sinpetro e o que Cappelleto disse.

“Se acontecer falta de abastecimento, primeiro passo é o aumento da gasolina com certeza. Mas a paralisação não afeta porque a maioria do combustível chega de trem”.

Em outro posto, na rua Marechal Rondon com a Padre João Crippa, o gerente Rodney Yamaguti até recebeu um caminhão-tanque cheio de combustível para descarregar nesta quarta-feira.

“Geralmente, quando tem greve que afeta os postos do estado, os diretores das distribuidoras avisam para manter os tanques cheios. O que não aconteceu”, afirmou Yamaguti.

A tranquilidade pervalece também entre os motoristas que estão no trecho. Roberto Sinai, do Sindicargas (Sindicato dos Trabalhadores e Transportadores de Cargas de MS), confirmou que a paralisação dos motoristas em território paulista não afetou o transporte de combustível no estado.

Paralisação – Os motoristas de caminhões-tanque estavam paralisados em São Paulo desde segunda-feira (5) em protesto contra a restrição ao tráfego de veículos pesados na Marginal Tietê. Situação que deixou dezenas de postos com as bombas vazias.

Com a determinação da Justiça para a retomada do abastecimento, os motoristas voltaram ao trabalho. Entretanto, o abastecimento deve voltar ao normal somente nos próximos dias.

Comentários