04/07/2017 17h42

A finalidade do grupo é antenar os integrantes no que acontece nos bares e restaurantes da cidade; como, por exemplo, informar a programação artísticas, promoções e o entrosamento das pessoas

Ricardo Ojeda

Não é mais novidade que a internet facilitou a vida das empresas e dos profissionais que se comunicam globalmente em tempo real. Com a chegada das redes sociais, como o aplicativo WhatsApp, por exemplo a virou moda, transformando o costume a o cotidiano das pessoas. Os aparelhos celulares modernos possiblita que a comunicação fica resumida na palma da mão. Nunca foi tão fácil e barato comunicar-se com os amigos e familiares.

Diante dessa mania que chegou, as empresas estão aprimorando o uso do aplicativo, utilizando-o para as atividades do dia-a-dia. Isso é fato.

Porém, a mania de comunicar no “zap zap” (como é popularmente falado) estendeu-se a várias pessoas através de grupo que se interagem com todos em tempo real.

ENTUSIASTA GASTRONÔMICO

Pensando nessa facilidade de comunicação, o advogado Márcio Oliveira, profissional respeitado nos meios jurídicos, criou o mapa da mina. Ele nas horas vagas torna-se um grande entusiasta da gastronomia e voraz consumidor (nas horas vagas, é bom que se repita) de algumas bebidas, teve a ideia de unir o útil ao agradável e criou o grupo chamado Happy Hour Três Lagoas.

Em pouco tempo, o grupo fez tanto sucesso que atingiu o limite máximo de 256 pessoas que o aplicativo permite. Como havia mais pessoas esperando para entrar, foi criando o segundo grupo, como a mesma denominação com 80 integrantes. Inclusive chgeou-se a necessidade de criar uma página no Facebook.

FINALIDADE

Segundo o criador do grupo, a finalidade do grupo é antenar os integrantes no que acontece nos bares e restaurantes da cidade, como, por exemplo, informar a programação artísticas, promoções e o entrosamento das pessoas. Isso tudo sempre visando o lazer e a descontração.

Essa foi uma das formas que Marcio encontrou para poder repassar as coisas que acha interessante com seus amigos e para que eles também possam compartilhar com outras pessoas. “Pode ser que alguém esteja do outro lado da cidade e passa por uma promoção ‘bacaníssima’, já fotografa e manda para os amigos no grupo”.

“As promoções enviadas nos grupos são compartilhadas, pois a falta de um lazer na cidade é grande. Mas agora com a existência do grupo, tudo mudou. Agora não existe mais lacuna”, disse.

INTERAÇÃO

Mas, pelo que ocorre no grupo, já que este redator é integrante pioneiro, considero-me “cofundador”, observei que a interação no Happy vai mais além. Quem já não precisou de um eletricista, de um encanador, de carona para uma viagem, ou mesmo informação de outros tipos de serviços? Quando alguém posta algumas dessas interrogações não fica sem resposta. É coisa de alguns segundos.

VICIADO

Outra particularidade do grupo é a interação 24 horas. Parece que alguns integrantes não dormem, “verdadeiros notívagos”. Alguns deles destacam-se com mais eloquência, como o advogado, Hélio Ferreira Junior que se notabilizou em abastecer o grupo com informações e cardápios da culinária local e de outros lugares por onde passa. Ele, podemos dizer que é o mais viciado (no bom sentido). Um usuário contumaz que, algumas vezes deixam os demais membros com água na boca devido à abundância de imagens que compartilha.

Ainda assim existe espaço para novas sugestões de roteiros e entretenimentos da cidade e até, críticas, porém, Oliveira alerta que finalidade do grupo é o lazer. Para isso foi redigido às normas que rege o grupo como mostra a seguir.

OBJETIVOS DO GRUPO

**- Compartilhar informações sobre bares, restaurantes e boa música e também sobre promoções de chopes, cervejas e bebidas em geral em supermercados, conveniências e afins;

**- Marcar encontros para um bom papo de fim de tarde regado a um chopinho ou cervejinha;

**- Juntar pessoas inteligentes e de bem com a vida para um bom papo e sobretudo que gostem de molhar as palavras com a sagrada cevada;

**- E também de um pouco de cultura inútil.

**Visando manter o respeito entre os membros, afinal há mulheres no grupo, é proibido postar pornografia e afins. Quem desrespeitar será banido.

**Posts fora da proposta do grupo o autor será advertido. Se persistir, será banido.

***Se o ícone ou nome do grupo for alterado o responsável será advertido. Se persistir, será banido.

As taças erguidas para o brinde é a marca registrada do grupo no aplicativo (Foto: Divulgação)

O advogado Márcio Oliveira, profissional respeitado nos meios jurídicos, criou o grupo. Nas horas vagas torna-se um grande entusiasta da gastronomia (Foto: Divulgação)

Esse é o bate papo que rola no Happy Hour Três Lagoas durante 24 horas (Foto:Reprodução)

O casal de advogado, Hélio e a esposa Simone são

Comentários