26/03/2019 13h56

Sindicato alega que negociações já duram 36 meses e acordo não foi fechado; Justiça do Trabalho julgou a paralisação ilegal e estipulou multa até o retorno às atividades

Redação

Policiais Militares foram acionados e acompanharam durante a madrugada desta terça-feira (26) uma manifestação sindical em frente a uma unidadade frigorífica da cidade de Santa Rita do Pardo.

De acordo com informações a paralisação iniciou-se na madrugada de segunda-feira (25), organizada pelo Sindmassa da cidade de Campo Grande. A alegação é que a negociação com a empresa já dura 36 meses e até o momento não conseguiram firmar um acordo coletivo de trabalho entre a empresa e os trabalhadores. O movimento afirmou que a paralisação é por tempo indeterminado.

A empresa alegou que do grupo, formado por cerca de 30 manifestantes, apenas oito seriam funcionários do frigorífico e os demais seriam dirigentes sindicais e “agitadores” que bloquearam a entrada de funcionários e veículos.

Ainda nesta terça-feira a paralisação foi considerada ilegal pela Justiça do Trabalho, que emitiu uma ordem Judicial para que o sindicato encerre imediatamente a paralisação. No caso de descumprimento, a multa é de R$ 5 mil por dia.

Informações do site Da Hora Bataguassu.

Polícia foi chamada para liberar a entrada da empresa. Foto: Da Hora Bataguassu.

Comentários