16/03/2016 10h41 – Atualizado em 16/03/2016 10h41

A gerente do Sesi de Corumbá, Silvana Barros, destaca que os moradores têm cumprido a lição de casa, deixando as residências limpas.

Assessoria

Em dois dias de trabalho da campanha Guerra ao Mosquito Aedes aegypti, uma iniciativa realizada pela Fiems, Sesi, Prefeitura de Corumbá e TV Morena para disseminar informações de conscientização da população sobre as formas de combate ao vetor da dengue, febre chikungunya e zika vírus, as equipes já orientaram 5.936 moradores do Bairro Maria Leite, incluindo 1.491 residências de 34 empresas.

A gerente do Sesi de Corumbá, Silvana Barros, destaca que os moradores têm cumprido a lição de casa, deixando as residências limpas. “Se cada um cumprir a sua parte fica mais fácil. Eles foram muito receptivos às informações e ao movimento da Fiems e do Sesi, as portas estão sendo abertas para a conscientização”, afirmou.

A primeira semana de atuação das equipes, que começou no dia 14, teve um total de 1.491 domicílios e 34 empresas visitados. Nesta quinta-feira (17/03), as equipes iniciam os trabalhos no bairro Nova Corumbá e prosseguem até o dia 24 de março. A mobilização conta com dois automóveis, um carro de som e 20 agentes para promover a adesivagem e visitar os imóveis, levando informações sobre como se prevenir das doenças e eliminar o mosquito.

Para a moradora Nelis da Costa Flores, a campanha realizada pela Fiems e Sesi é de extrema importância para alertar a população sobre os cuidados com a saúde. “Esse mosquito está em todo lugar, então cada um tem que fazer sua parte, não é só o poder público que precisa agir, porque dentro das nossas casas nós é que temos que fazer”, falou.

Os agentes estão levando para as ruas informações sobre a importância de recolher o lixo e eliminar focos de larvas do mosquito, já que os ovos, mesmo ressecados, podem sobreviver por até um ano sem água, e quando em contato com a água o ciclo evolutivo recomeça, por isso a necessidade de lavar as bordas dos recipientes com bucha.

(*) Assessoria de Comunicação da FIEMS

Guerra ao Aedes aegypti já orientou mais de 5,9 mil moradores em Corumbá. (Foto: Assessoria)

Comentários