25/04/2015 09h13 – Atualizado em 25/04/2015 09h13

Pelo andar da carruagem, a Câmara de Vereadores da Capital passará por mais uma configuração nos próximos dias. Isso, claro, se o vereador indiciado por manter relacionamento com uma menor vier a perder o mandato. Por enquanto, é bom esperar, pois o principal acusado de promover orgias com as garotas fala em pedir delação premiada e, com isso, entregar mais alguns nomes de políticos. A justiça não irá conceder tal benefício caso não existam provas dos novos nomes a serem citados.

TAXA

A Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul começou a analisar projeto de lei que reduz em 20% a taxa de vistoria veicular para licenciamento anual. Assinado pelo diretor-presidente do Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito), Gerson Claro, o texto acrescenta elementos à Lei Estadual 4.282/2012, que estabelece os valores das taxas da tabela de serviços do órgão.

VISTORIA

Pela tabela, a vistoria veicular custa cinco Uferms (valor equivalente a R$ 104,55 até o fim de abril). Caso a proposta vire lei, a taxa de vistoria veicular para licenciamento anual será de quatro Uferms (valor equivalente a R$ 83,64 até o fim de abril).

ILEGAL (?)

Apesar de o Executivo enviar projeto à Assembleia que reduz a taxa de inspeção, a oposição não desiste de pegar no pé do governador Reinaldo Azambuja (PSDB). Líder do PT na Casa, o deputado Pedro Kemp adverte para a ilegalidade da taxa de vistoria veicular imposta pelo órgão, por entender que a cobrança deve ser revogada. É que a cobrança foi atestada pelo Denatran como sendo ilegal.

SÃO TOMÉ

De passagem por Campo Grande, o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB), jurou que emenda constitucional da reforma política será encaminhada ao Plenário da Casa para votação na última semana de maio. “Nessa semana nós só iremos votar a reforma política, temos um prazo para o Senado tratar a emenda para ver se há validade já nas próximas eleições”, prometeu. Apesar disso, a maioria dos eleitores só acredita vendo.

Comentários