Caso aconteceu em Paranaíba; três animais morreram por desnutrição. Havia até éguas prenhes em agonia, sem alimento e dono da fazenda foi multado em R$ 10 mil

Após receberem denúncias de possíveis maus-tratos a animais em uma fazenda em Paranaíba, Policiais Militares Ambientais de Cassilândia foram ao local ontem para conferir a situação.

Ao chegarem lá, a equipe verificou que a pastagem estava totalmente degradada e os cavalos não conseguiam mais retirar alimento. O dono da fazenda é um homem de 53 anos, residente em São José do Rio Preto (SP).

Todos os animais estavam extremamente debilitados, alguns não conseguiam mais se levantar e três teriam morrido por desnutrição. Havia inclusive éguas prenhes, também desnutridas, e era evidente a agonia dos animais. O único estoque de alimentos que havia não era suficiente.

A Polícia Militar Ambiental apreendeu os cavalos e acionou a Agência Sanitária Animal e Vegetal (IAGRO) para as providências relativas aos animais. O infrator foi autuado administrativamente e foi multado em R$ 10 mil por maus tratos. O autuado também responderá por crime ambiental de maus-tratos, com pena de três meses a um ano de detenção.

Comentários