Ele não contava que a polícia encontraria o aparelho que ele afirmou ter sido roubado

Um homem de 41 anos será processado por fraude e comunicação falsa de crime em Três Lagoas após ter mentido à polícia sobre o roubo de um aparelho celular.

Em fevereiro o homem, que teria comprado um celular Samsung A50 e colocado no seguro, procurou a Delegacia para registrar um boletim de ocorrência, alegando que seu celular havia sido roubado.

No entanto, na verdade o aparelho não havia sido roubado: tinha sido vendido por ele para uma pessoa de Água Clara.

O homem, entretanto, não contava com a eficiência da polícia, que continuou investigando e localizou o aparelho. Ao encontrar o equipamento a polícia confrontou as informações, descobriu a fraude e foi atrás do malandro.

O golpe

No dia 8 de maio o homem foi procurado pelos Investigadores de Polícia Civil, que informaram que tinham localizado o aparelho de telefone celular no município de Agua Clara e que era para ele se dirigir até a Delegacia no intuito de esclarecer os fatos.

Questionado sobre o que estava acontecendo, o homem confessou: tinha dado depoimento falso sobre o aparelho e, na verdade, havia vendido o celular por R$ 400.

Ele justificou dizendo que estava passando por dificuldades financeiras em pagar pensão alimentícia. Um conhecido “deu a dica” da fraude do seguro: ele venderia o aparelho e ainda receberia um novo da loja.

Assim sendo no dia seguinte à comunicação do crime de roubo, ele foi até a loja, no centro de Três Lagoas e, de posse do boletim de ocorrência, reclamou um aparelho novo, conforme constava na apólice de seguro.

Saiu de lá com um Motorola Moto G8, que também foi vendido, dessa vez por R$ 1 mil.

O caso foi registrado hoje, 13, na 1ª Delegacia de Polícia. Ele responderá por fraude para recebimento de indenização ou valor de seguro e por comunicação falsa de crime.

Comentários