Além de cães que eram vítimas de maus-tratos, ele criava aves silvestres sem autorização; dois pássaros estavam mortos quando os policiais chegaram

Policiais Militares Ambientais de Três Lagoas autuaram um homem de 47 anos por maus-tratos a três cachorros e por maus tratos e criar aves silvestres ilegalmente. A autuação aconteceu ontem (27).

Os policiais chegaram ao local depois de denúncias anônimas. No dia da denúncia (26), os Policiais e fiscais da Secretaria de Meio Ambiente de Três Lagoas estiveram na casa para resgatar os animais. O infrator estaria viajando há vários dias e teria deixado três cachorros no local, que foram encontrados sem água e sem alimento e extremamente debilitados.

Além disso, havia na residência cinco aves silvestres, sendo dois canários-da-terra, um coleirinho, um sabiá e um bigodinho, em cinco gaiolas que eram mantidas em cativeiro pelo infrator, sem autorização ambiental. As aves também estavam sem alimento e sem água e o coleirinho e o sabiá já estavam mortos.

Os três cachorros foram apreendidos e encaminhados ao Centro de Controle Zoonoses (CCZ) da cidade e as aves foram apreendidas e as vivas serão encaminhadas ao Centro de Reabilitação de Animais Silvestres (CRAS), na Capital.

Localizado ontem (27), o infrator foi autuado administrativamente e multado em R$ 2.500. Ele também responderá por crime ambiental de maus-tratos a animais com pena de três meses a um ano de detenção e por manter aves silvestres em cativeiro, com pena prevista de seis meses a um ano de detenção.

Comentários