15/03/2012 07h46 – Atualizado em 15/03/2012 07h46

Engenheiro tentou livrar fazendeiro de autuação por desmatamento, diz polícia.

Da Redação*

Um engenheiro florestal foi preso suspeito de oferecer um cheque de R$ 2 mil a policiais ambientais de Costa Rica, a 384 km de Campo Grande, para livrar um fazendeiro da região de uma autuação por desmatamento. A tentativa de suborno ocorreu na última segunda-feira (12), mas só foi divulgada pela Polícia Militar Ambiental (PMA) nesta quarta-feira (14).

De acordo com informações da polícia, durante a vistoria na fazenda foram encontradas diversas árvores cortadas sem autorização e que estavam sendo enterradas com ajuda de escavadeiras, o que não é permitido. O dono da propriedade não estava e um funcionário do local foi notificado a avisar o patrão para ir até o quartel da PMA.

O engenheiro entrou em contato com os policiais dizendo representar o produtor rural e ofereceu propina para cancelar a autuação. Por orientação do Ministério Público e Polícia Civil, um encontro para entrega do dinheiro foi marcado. O homem foi preso no momento em que repassou o cheque aos policiais.

De acordo com a polícia, o dono da fazenda será indiciado por corrupção ativa. Ainda nesta quarta-feira, a PMA fará uma nova vistoria na propriedade rural para conferir se as irregularidades encontradas foram solucionadas.

Com informações G1/MS

Comentários