Contra o sujeito havia um mandado de prisão por crime de estupro de vulnerável. O elemento fazia parte de uma escolinha de futebol, porém atraia as crianças para sua casa  

Na manhã desta terça-feira, equipe de policiais civis de Três Lagoas, através do Setor de Investigações Gerais – SIG, efetuaram a prisão de um indivíduo, em cumprimento a mandado de prisão preventiva, por crime de estupro de vulnerável.

Segundo consta esse elemento, no ano passado, fazia parte de um projeto social, que consistia em uma escolinha de futebol para crianças e adolescentes, nos bairros Oiti e Paranapungá, quando veio a abusar de uma criança. Diante disso, o indivíduo teve a prisão preventiva decretada pelo juízo da 2ª Vara Criminal local.

PEDÓFILO

Após receberem informações de que o preso teria outras passagens pelo mesmo crime, no estado de São Paulo e que sua atual residência era frequentada por crianças, uma equipe do SIG diligenciou até o imóvel e, com autorização do investigado, efetuou buscas visando constatar provável crime de pedofilia. Após as buscas, foi localizado um aparelho celular, que estava armazenado conteúdo de pornografia infantil. As imagens tinham  crianças, em sua maioria do sexo masculino, seminuas e em pose sexual, além de conversas de aplicativo que indicam tal crime.

Na residência do pedófilo, os policiais encontraram um aparelho celular com várias imagens de crianças, além de brinquedos que o elemento provavelmente usava para atrair as vítimas (Foto: SIG)

ATUADO EM FLAGRANTE

Constatado o delito, o indivíduo, também foi autuado em flagrante por armazenar em dispositivo eletrônico, material referente a pornografia infantil, descrito no artigo 241-B do ECA, cuja pena é de um a quatro anos, e multa.

Além disso, os policiais conseguiram mais informações com os vizinhos do investigado, que costumava receber várias crianças em sua casa. Elas frequentavam o imóvel na promessa de assistir filmes e comer pipocas.

Baseado nessa informação, os policiais vão prosseguir com as investigações a fim de identificar essas crianças para verificar se elas sofreram algum tipo de abuso.

Os investigadores conseguiram apreender no local, um par de chuteiras infantil, três carrinhos de brinquedo, que tudo indica, poderiam ser utilizados para atrair crianças até a casa do investigado, haja vista que este mora sozinho e não possui familiares nesta cidade.

Denúncias poderão ser realizadas através dos telefones 67-3929.1173 – 67-3521.4984 ou 67-9.9226.8210- (WhatsApp).

Comentários