Caso aconteceu na tarde de hoje; o homem é um morador do Jardim Alvorada e é casado com a avó da criança

A Polícia Civil prendeu em flagrante, na tarde desta quinta-feira, 4, um homem de 39 anos pela prática do crime de estupro de vulnerável.

O sujeito, que é morador do bairro Jardim Alvorada, teria sido visto por uma testemunha enquanto esfregava seu órgão genital no rosto de uma criança de quatro anos.

Segundo o informado pela Polícia Civil, a testemunha prontamente acionou a equipe plantonista da 1ª DP, que localizou o autor poucos minutos após o ocorrido. Conforme o apurado pelos agentes, o homem teria levado o menino até um terreno baldio, afirmando que iriam apanhar madeira para acender uma fogueira, quando então passou a abusar da criança.

A Polícia Civil ainda informou que a avó da criança e esposa do capturado confirmou que a criança saiu de casa na companhia dele naquela manhã, e que ambos voltaram depois de aproximadamente dez minutos. Em seu interrogatório o capturado negou ter estuprado a criança, mas confirmou que quando foi visto pela testemunha estava com as calças abertas, alegando que o zíper estaria quebrado, e que por isso sua calça teria caído sozinha.

Já a testemunha ocular apresentou um vídeo com a gravação dos fatos para instruir a investigação, tendo o mesmo vídeo contribuído para a confirmação das suspeitas da prática de crime contra a dignidade sexual. O autor segue preso até a deliberação judicial.

Comentários