Populares que passavam na madrugada deste sábado pela BR 463 em frente ao Clube do Laço na saída para Dourados em Ponta Porã encontraram o corpo de Emílio Garcia Paredes de 31 anos que tinha sido sequestrado na tarde de ontem na Colônia Pu’ã Pyahu em Pedro Juan Caballero.

De acordo com o Memorando da Polícia Nacional do Paraguai, Emílio que era procurado pela polícia daquele país e tinha dezenas de passagens por vários crimes, foi sequestrado por quatro homens armados que estavam em um van.

Na noite de ontem moradores da região de onde o corpo foi encontrado relataram que ouviram duas rajadas de armas automáticas e hoje o corpo foi localizado com uma das mãos cortadas, marcas de tortura e com vários tiros principalmente na cabeça.

Ao lado do corpo um cartaz onde estava escrito em espanhol “Justiceiros da Fronteira. Não roubar na fronteira. Isso é só o começo”.

Policiais militares e homens da perícia técnica da Polícia Civil estão fazendo os levantamentos. Parentes da vítima que estão onde o corpo foi encontrado confirmaram que se trata mesmo de Emílio Garcia Paredes.

Este foi o quinto homicídio registrado esta semana em Ponta Porã. Três pessoas foram assassinadas na quarta-feira, um empresário foi morto a tiros na quinta. Todos os crimes tinham acontecido na saída para Antônio João.

Crédito: Antônio Coca-MS em Foco

Comentários