06/06/2017 16h26

Os dois foram flagrados com sete redes de pesca medindo cinco metros cada uma

Flávio Veras

Um pastor, de 47 anos e um aposentado, de 54 anos, foram presos em flagrante pescando com redes de pesca predatória (petrechos proibidos) na madrugada desta terça-feira (06), no Córrego do Campo, em Aparecida do Taboado. A ação, foi realizada durante uma patrulha feita pela Polícia Militar Ambiental (PMA). Os infratores, foram surpreendidos no momento em que conferiam as redes de pesca.

Segundo a PMA, com os pescadores foram encontradas sete redes de pesca medindo 500 metros cada uma. Nas redes armadas, eles já haviam capturado 13 Kg de pescados que foram soltos, porém, na embarcação já haviam 3 Kg de peixes que já estavam mortos.

Devido ao flagrante, os homens receberam voz de prisão e foram conduzidos, juntamente com o material apreendido, à delegacia de Polícia Civil da cidade. No local, eles foram autuados em flagrante por crime ambiental de pesca predatória e saíram mediante o pagamento de fiança. Eles também foram autuados administrativamente e multados em R$ 830,00 cada um. Os peixes serão doados para instituições filantrópicas, após serem periciados.

Comentários