A doação chega em um momento crítico para o município, devido o registro de óbito de uma paciente que estava internada desde o dia 27 de março no HR de Nova Andradina

O Hospital Regional de Nova Andradina vai receber cerca de R$ 50 mil para a compra de equipamentos de proteção individual (EPIs) para o enfrentamento da pandemia do novo coronavírus. O valor foi liberado nesta terça-feira (7) pela Vara do Trabalho do município e é proveniente da condenação de um frigorífico em uma ação civil pública. Serão adquiridos 400 aventais cirúrgicos descartáveis e 1.800 máscaras de proteção respiratória N95.

O pedido foi feito pela Fundação Serviços de Saúde de Nova Andradina. De acordo com o Diretor-Geral da FUNSAU-NA, Norberto Fabri Junior, “para atender a população de Nova Andradina e região com presteza e qualidade o Hospital Regional vem tomando providências necessárias para locação e aquisição de equipamentos (notadamente ventilador mecânico) e contratação de funcionários durante o período em que a situação atual exigir”.

A doação chega em um momento crítico para o município. Ontem (6), foi confirmada a morte de uma paciente que estava internada desde o dia 27 de março no HR de Nova Andradina. A vítima é uma mulher de 66 anos, residente no município de Batayporã, cidade que fica ao lado de Nova Andradina, distante apenas a 12 km. Os dois municípios ficam na região de divisa com São Paulo, Estado que registra o maior índice da doença no Brasil.

De acordo com o último boletim epidemiológico divulgado pelo Governo do Estado, Mato Grosso do Sul registrou duas mortes por Covid-19, ambas em Batayporã. Nova Andradina tem 9 confirmações da doença. No total, são 80 casos confirmados de coronavírus, em MS.

“A Justiça do Trabalho, em atuação conjunta com o Ministério Público do Trabalho, tem se revelado em um valioso instrumento de auxílio ao Poder Público, destinando valores decorrentes das condenações nas diversas Ações Civis Públicas e das execuções dos Termos de Ajustamento de Conduta (TAC) para custear ações de enfrentamento à pandemia do novo coronavírus (Covid-19)”, destacou a juíza titular da Vara do Trabalho de Nova Andradina Neiva Márcia Chagas.

(*) Assessoria de Comunicação

Comentários