09/11/2006 16h25 – Atualizado em 09/11/2006 16h25

Campo Grande News

Hyran Georges Delgado Garcete foi transferido nesta quarta-feira da custódia da superintendência da Polícia Federal para o Presídio de Trânsito da Capital. Ele estava na carceragem desde o começo de outubro, quando foi desencadeada a operação Bola de Fogo, para desmantelar esquema de produção de venda ilegal de cigarros e lavagem de dinheiro. Garcete seria o braço financeiro do esquema, com ramificações em dez estados. São cerca de cem denunciados. Destes, 45 permanecem presos. Enquanto Gacete foi mantido na PF até ontem, os outro quatro que ficaram presos em Campo Grande-Nelson Kanomata, sogro de Garcete, Sebastião Safaki, Sérgio Escobar Afonso e Cláudio Roberto da Silva- foram levados para o Complexo Penitenciário em 26 de outubro. A defesa dele pediu a transferência para o Complexo Penitenciário, sob a alegação de que na custódia da PF não é possível banho de sol ao preso e nem o recebimento de visitas.

Comentários