30/09/2019 08h50

Polícia Civil de MG ainda aguarda identificação de casal de idosos que morreu carbonizado no acidente, na BR-365

Campo Grande News

Foram identificados dois dos quatro mortos do acidente envolvendo ônibus de passageiros que saiu de Campo Grande e bateu de frente com caminhão na BR-365, em Patos de Minas (MG). A Polícia Civil ainda aguarda contato de familiares para identificar o casal de idosos que também morreu na colisão.

O acidente aconteceu por volta das 20h, no km 419 da BR-365, em Patos de Minas (MG) envolvendo o ônibus de viagem da Empresa Gontijo, que saiu de Campo Grande com destino ao Recife (PE) com 28 passageiros e motorista.
A informação da PRF (Polícia Rodoviária Federal) é que o acidente aconteceu depois que veículo de passeio saiu de estrada vicinal e entrou na rodovia.

O motorista do ônibus não conseguiu desviar a tempo, bateu no veículo, sem controle, invadiu a pista contrária e atingiu caminhão de laticínios.

Na colisão, o caminhão começou a pegar fogo, que se alastrou para o ônibus. O caminhoneiro, Manacésar Bernardes da Costa, 47 anos, morreu carbonizado. O passageiro Marcos Pedro da Silva, 67 anos, passageiros do ônibus, chegou a ser levado para o hospital, mas morreu durante atendimento.

Os outros dois mortos ainda não foram identificados. Segundo informações da Polícia Civil, trata-se de casal de idosos que estava sentado nas poltronas da frente e não conseguiu sair a tempo. A empresa forneceu a lista de passageiros, mas, como durante o trajeto muitos descem pelo caminho e outros entram, ainda não foi possível ter certeza quem são essas vítimas.

A assessoria da Gontijo disse que está prestando assistência aos feridos que estão no hospital e os que foram levados a hotel de Patos de Minas. A empresa irá fornecer passagem para os que quiserem voltar ou seguir viagem, à medida que forem sendo liberados de atendimento médico.

Gritos e socorro – o site Patos Hoje divulgou vídeo com relato dos feridos no acidente. José Emanuel estava sentado na cadeira 46 e disse que se lembra da gritaria e dos pedidos de socorro. Ele relatou que conseguiu sair pela janela e, em seguida, puxava outros passageiros, porém, teve que sair do local quando o incêndio começou e, por isso, não conseguiu ajudar a retirar o casal de idosos. “Não aguentei ficar lá, tive que descer”

Outro homem, identificado apenas como Adelmo, disse que “trabalhou até não ver mais ninguém no ônibus”, ajudando a retirar os sobreviventes. Ele saiu sem ferimentos. João Vítor também prestou auxílio. “Fizemos o que pudemos”.

O condutor do veículo de passeio que provocou acidente foi preso a poucos quilômetros do local. De acordo com a PRF, ele foi identificado como sendo Bruno Amaral Carneiro e o teste do bafômetro indicou 0,78 miligramas de álcool por litro de ar expelido pelos pulmões. Ele deve ser indiciado por homicídio culposo na direção de veículo, omissão de socorro e afastar veículo do local do acidente. O amigo, Bruno Xavier Coelho, que também teve teor alcóolico indicado no exame, também irá responder pelos mesmos crimes

Caminhão e ônibus pegaram fogo no acidente, na BR-365, em Patos de Minas (MG) (Foto: Patos Hoje)

Comentários