23/08/2014 10h07 – Atualizado em 23/08/2014 10h07

Vizinhos descobriram o abuso, filmaram cenas da ação e comunicaram entidade protetora de animais, que acionou a polícia

Da redação

Um idoso foi parar na delegacia, depois de abusar sexualmente de três cachorras em Campo Grande. De acordo com o delegado Antônio Silvano Mota, da Decat (Delegacia Especializada de Repressão a Crimes Ambientais), o idoso teria praticado o abuso contra a cachorra de um vizinho no fim do ano passado. Neste mês, vizinhos o viram abusando das duas cachorrinhas dele e filmaram a ação.

Conforme o delegado, o idoso possui uma chácara e no fim do ano passado teria abusado da cadela de um vizinho. A família percebeu que o animal saía de casa, voltava ferida e levaram a cachorra ao veterinário. A médica informou que o animal havia sofrido abuso e foi necessária a retirada do útero da cachorra.

Os vizinhos descobriram que ele havia abusado da cachorra, mas por ser um caso delicado, não denunciaram. O idoso chegou até a tentar comprar o animal, mas ela não foi vendida pelos donos.

ADOÇÃO

Depois do episódio, o idoso adotou duas cachorras. Como os moradores da região já sabiam do caso da primeira cadela, uma pessoa o viu com um dos animais e gritou do portão que ‘dava cadeia’. Os moradores acabaram fazendo fotos e filmagens do ato sexual com a cachorra e um dos vizinhos chegou a subir no muro e flagrar o ato.

O caso chegou ao conhecimento da Polícia Civil por meio de uma associação de protetores de animais. Quando os policiais foram até o local, encontraram o idoso em uma situação suspeita com um dos animais.

O idoso é casado, tem filhos e a família disse que nem desconfiava da situação. Na delegacia, ele negou cometer os abusos sexuais contra os animais.

Ele foi autuado no artigo 32 da Lei de Crimes Ambientais, praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos. O crime não prevê detenção e será encaminhado para o juizado criminal. (Midiamax News)

(Foto ilustrativa)

Comentários