13/02/2004 08h31 – Atualizado em 13/02/2004 08h31

Pesquisa da Fundação Getúlio Vargas mostra que, do ponto de vista econômico, está melhor viver do que há seis meses. Para 79,31% das famílias entrevistadas, durante o mês de janeiro, a situação econômica, no momento, “é melhor ou igual à vigente em meados do ano passado. Esse número é superior aos 70,24% que tinham essa mesma opinião na sondagem anterior, feita em outubro de 2003”.

No plano pessoal, o aumento é ainda maior: 84,09% dos entrevistados consideraram a situação atual melhor do que há de seis meses. No que diz respeito à sensação de estabilidade no seu “status” econômico, a Fundação constatou que houve um “notável avanço”. De 53,52% para 63,63%, nos últimos seis meses.

Ainda de acordo com a FGV, a sensação de melhora da situação do país é crescente com a faixa de renda. Nos domicílios com renda mensal inferior a R$ 600, a noção de que a economia melhorou é manifestada por 15,89% dos entrevistados, proporção que atinge 30,94%, na faixa entre R$ 2.000 e 4.999.

Fonte:IG

Comentários