10/05/2018 16h53

Em abril houve redução de 2,9% na comparação mensal; crise econômica fez pessoas consumirem menos e evitarem tomada de crédito

Gisele Berto

A inadimplência do consumidor caiu 4,5% no acumulado 12 meses (maio de 2017 até abril de 2018 frente aos 12 meses antecedentes), de acordo com dados nacionais da Boa Vista SCPC. Já na avaliação mensal com ajuste sazonal, abril apresentou queda de 2,9% frente a março. Quando comparado o resultado contra o mesmo mês de 2017, o indicador caiu 3,4%.

Regionalmente, na análise acumulada em 12 meses, ocorreu queda nas regiões Nordeste (-6,2%), Norte (-6,5%), Centro-Oeste (-6,2%), Sudeste (-4,3%) e Sul (-0,5%).

As adversidades ocorridas na economia ao longo dos últimos anos geraram grande cautela nas famílias, inibindo o consumo e a tomada de crédito, contribuindo para a diminuição do fluxo de inadimplência. Dado o ritmo lento da recuperação da atividade econômica e do mercado de trabalho, a queda nos registros persiste. Espera-se que com a diminuição da desocupação e juros menores ocorra uma evolução mais consistente na demanda por crédito, que deverá colaborar para a manutenção de um ritmo estável do estoque de inadimplência ao longo de 2018.

METODOLOGIA

Aproximadamente 1200 consumidores participaram da sondagem Boa Vista SCPC sobre o tema Cadastro Positivo, realizada entre os dias 28 de março e 04 de abril de 2018, por meio de pesquisa eletrônica, com o objetivo de medir o entendimento do consumidor sobre o conceito do Cadastro Positivo e como esperam se beneficiar deste serviço. Para leitura dos resultados, deve-se considerar 3% de margem de erro e 95% de grau de confiança.

O indicador de registro de inadimplência é elaborado a partir da quantidade de novos registros de dívidas vencidas e não pagas informados à Boa Vista SCPC pelas empresas credoras. A série histórica do indicador está disponível no site

foto: ilustração

Comentários